Viés de alta perde força no mercado do milho, mas preços seguem firmes

O avanço da colheita da primeira safra e o consequente aumento de oferta esfriou o mercado do milho no Brasil. Apesar da oferta do cereal ser limitada na primeira safra, o montante foi suficiente para conter as altas.

Na primeira semana de fevereiro, até a quinta, 6, a saca de milho ficou cotada em R$ 51, sem o frete. Recuo de 1,9% em comparação ao fechamento de janeiro. Contudo, o preço está 4,1% maior que o início do ano. Em relação ao mesmo período de 2019, a saca de milho está custando 21,3% mais alta.

Outro fator que colaborou com este cenário, foi a exportação. Em janeiro, o Brasil embarcou 2,29 milhões de toneladas de milho, queda de 47,5% frente ao volume exportado em dezembro.

Fonte : Canal Rural

Compartilhe!