VINHO | MPF investiga adulteração

O Ministério Público Federal (MPF) em Caxias do Sul está apurando a adulteração do vinho suave com natamicina por 13 vinícolas da Serra, denunciada pelo Ministério da Agricultura (Mapa) no RS, no início de maio. A adição da substância, proibida no Brasil, está sendo investigada desde 2011, quando ainda nem havia metodologia específica para identificar a presença do antibiótico na bebida. A Superintendência no RS solicitou informações ao MPF sobre empresas que estariam adquirindo o aditivo, usado para regular a fermentação de bebidas doces.

Segundo o procurador da República em Caxias do Sul, Fabiano de Moraes, o MPF aguarda o envio de laudos por parte do Mapa para determinar recall de produtos que possam estar no mercado e para notificar empresas que usaram a natamicina. Como consequência, poderão assinar termo de ajustamento de conduta (TAC) ou responder ação judicial. Do Mapa/RS, 13 processos foram encaminhados para Brasília, onde serão analisados em segunda instância. Até agora, 11 empresas recorreram. No total, são 30 marcas de vinho suave envolvidas.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *