VARIEDADE CAUPI – Feijão: após uso de tecnologia, produtividade em lavoura sobe 100%

Mesmo com problemas climáticos, ferramenta também melhorou o desenvolvimento da cultura, com plantas mais vigorosas, altas e com maior número de folhas

feijão caupiFoto: Marcelino Ribeiro/ Embrapa

A produtividade média de feijão caupi em alguns municípios do Maranhão mais que dobrou depois da utilização de inoculantes para fixação biológica de nitrogênio (FBN). A tecnologia permitiu que a rentabilidade dos produtores rurais da região passasse de 515 quilos por hectare em 2016 para 1.170 quilos por hectare em 2018.

Os dados foram obtidos após avaliação de impacto feita no local pela Embrapa e pela Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) em outubro do ano passado. Analistas visitaram 12 agricultores de quatro regiões: Joselândia, Santo Antônio dos Lopes, Bernardo do Mearim e Lima Campos.

“Todos enfatizaram a aprovação do programa e o aumento da produtividade com a fixação biológica do nitrogênio. Alguns tiveram tanto aproveitamento que houve excedente na produção e a busca por mais mercado se tornou necessária”, afirma o analista Edson Martins, da Embrapa Agrobiologia.