Valor da safra cresce apesar da seca

 Fumo está entre as culturas com previsão de redução no VBP<br /><b>Crédito: </b>  LUCAS DALFRANCIS / cp memória

Fumo está entre as culturas com previsão de redução no VBP
Crédito: LUCAS DALFRANCIS / cp memória

O Valor Bruto da Produção (VBP), que leva em conta os preços de mercado das 20 maiores lavouras do país, deve chegar a R$ 218,5 bilhões em 2012, de acordo com o Ministério da Agricultura. A estimativa é 5,3% maior que o resultado do ano passado, atualizado, de R$ 207,4 bilhões. Segundo o ministério, o crescimento seria maior se não fosse a estiagem na região Sul. A seca resultou em uma estimativa de queda do VBP do Sul de 15,9% para 2012. Considerando apenas o Rio Grande do Sul, o declínio previsto é 32,7%. O Centro-Oeste também apresentou diminuição de 0,9% no VBP.
As demais regiões, no entanto, tiveram crescimento com destaque para o Sudeste, com elevação de 24,2%, e o Nordeste, com 31,4%. A previsão para o VBP da região Norte subiu 7,7%.
Em valores, a estimativa do valor bruto da produção das cinco regiões brasileiras registraram: R$ 6,85 bilhões no Norte, R$ 27,93 bilhões no Nordeste, R$ 75,42 bilhões no Sudeste, R$ 46,56 bilhões no Sul e R$ 49,07 bilhões no Centro-Oeste.
Entre as lavouras, as que mais têm previsão de aumento são o algodão (27,4%), a batata inglesa (148,8%), o café (10,1%), a cana-de-açúcar (35,2%), o milho (10,2%) e o tomate (9,9%). Entre os que devem render menos estão o cacau (-35%), o fumo (-28,6%), a laranja (-12,9%), a soja (-13,1%), o trigo (-15,6%) e a uva (-24,3%).

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *