Valor da dívida atual do setor rural é de R$ 130 bi

Um medicine online without prescription ano depois da sanção da Lei 11.775, que estabelece os critérios para renegociação de dívidas agrícolas, a situação dos produtores de arroz, algodão, soja e milho, carnes, leite, café e cana ainda é “alarmante”, segundo o deputado Homero Pereira (PR-MT).

A dívida atual do setor é de R$ 130 bilhões, conforme estimativas divulgadas hoje por representantes do setor em audiência pública na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados. As informações são do deputado.

Os produtores de Mato Grosso acumulam saldo devedor de R$ 11 bilhões e a falta de renda dificulta o pagamento das parcelas dos programas de repactuação anteriores. Durante o debate, os participantes alertaram que o último processo de renegociação das dívidas rurais, que resultou na Lei 11.775, foi difícil, longo e de pouca valia prática para os produtores.

Na audiência, representantes da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja-MT) informaram que o agricultor mato-grossense recebe aproximadamente R$ 300 por hectare plantado do grão, valor inferior aos custos de produção, que chegam a R$ 531 por hectare. Desse total, R$ 231 por hectare são cialis purchase comprometidos somente com o pagamento de parcelas dos refinanciamentos do saldo devedor.

Segundo Homero Pereira, algumas medidas apontadas pelos diferentes segmentos agrícolas contribuem para um cenário menos pessimista. Entre elas, ele citou o recálculo dos financiamentos, redução significativa da taxa de juros (a média atual é de 10%), criação de um fundo garantidor de renda e prazo adequado para o pagamento do parcelamento.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *