Vaivém: Safra de grãos atinge 304 milhões de t na UE

A produtividade da safra de grãos de 2014 melhorou. Com isso, a produção dos 28 países da União Europeia atinge 304 milhões de toneladas nesta safra, 2,3% mais do que na anterior.

Um dos destaques será a França, cuja produção de grãos sobe para 70,2 milhões de toneladas, 5,1% mais. Já a Alemanha, em segundo lugar, terá um volume de 48,3 milhões, 1,5% mais.

Os dados são da Copa e da Cogeca, entidades que agregam cooperativas e produtores da Europa. As duas entidades destacam, ainda, uma redução de 6,1% na produção de grãos na Croácia, o mais recente país a ser incorporado no grupo. As quedas ocorrem principalmente nas produções de trigo e de milho.

Ennio Leanza – 26.abr.2014/Efe

Campo de colza na Alemanha; produção deve atingir 22 milhões de toneladas na UE

Campo de colza na Alemanha; produção deve atingir 22 milhões de toneladas na UE

A produção de oleaginosas tem um avanço ainda maior do que o de grãos na Europa. Estimado em 32,6 milhões de toneladas, se esse volume for confirmado superará em 7,2% o de 2013, que ficou em 30,4 milhões de toneladas.

Essa produção de oleaginosas aumenta devido ao bom desempenho da colza. Ao atingir 22,2 milhões de toneladas, essa oleaginosa chega próximo do recorde dos 28 países da União Europeia.

A área utilizada pelos produtores do bloco europeu fica estável em 57 milhões de hectares, mas a produtividade média aumenta 2,3%.

A liderança na evolução da produtividade fica com o milho, cuja a alta é de 8,4% no período. Já a de trigo terá alta de 2,3%.

Boa parte das terras dedicadas à produção de grãos pelos europeus vai para a cultura do trigo, que ocupa 24 milhões de hectares neste ano, 42% da área total cultivada nos 28 países.

O cereal lidera a produção nesses países, somando 140 milhões de toneladas. Esse volume deverá superar em 2,3% o da safra anterior, enquanto a produtividade média de trigo na região é de 5,9 toneladas por hectare.

O milho, cuja safra está prevista em 68 milhões de toneladas, fica com 10 milhões de hectares. A produção da safra 2014 deste cereal deverá aumentar em 5,6% em relação à registrada em 2013.

O melhor desempenho na produção de grãos ocorre nos países do Leste Europeu, onde o crescimento foi de 5%. Já os países tradicionais da UE, como Espanha, Itália e França, tiveram evolução média de apenas 1%.

*

Preços Os produtos agrícolas tiveram queda no atacado pela segunda semana consecutiva, aponta o Índice RC. Com isso, os preços médios de junho têm retração de 2,3% em relação aos de maio.

O que cai Na semana passada, a queda média foi de 0,7%, puxada por tomate, cujo recuo foi de 38,3%. Já a carne carne suína subiu 3,7%, aponta o Índice RC de Preços Agrícolas da RC Consultores.

Selo Pequenos produtores de maçã de Santa Catarina terão acesso à certificação Global GAP, que segue padrões internacionais de qualidade. Nesta etapa, serão 23 produtores.

Boas práticas O objetivo é estabelecer normas comuns de boas práticas agrícolas e de qualidade do produto "in natura" pelos produtores classificados.

Parcerias Sebrae, Basf e a Fischer S/A Agroindústria –esta última compradora da maçã–, também participaram do processo de capacitação dos produtores.

Participação 1 Mato Grosso participou com 25,2% das exportações de carne bovina do Brasil nos cinco primeiros meses deste ano. Esse percentual supera os 16,4% de igual período do ano passado.

Participação 2 Os dados são do Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária), que aponta que a média histórica das participações do Estado nas exportações é de 18,5%.

*

FRANGO

Preço volta a subir nas granjas paulistas

A oferta menor de frango fez com que o preço da ave viva voltasse a subir nas granjas paulistas. Após 22 semanas cotado a R$ 2,15, o quilo do frango vivo foi negociado a R$ 2,20 nesta segunda (23). A alta se estendeu também para outros Estados produtores, aponta a Jox Consultoria.

Fonte: Folha

DE SÃO PAULO

24/06/2014 02h00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *