Vaivém: Exportação de suco de laranja tem perspectiva favorável, avalia banco

A exportação de suco de laranja atingiu 444 mil toneladas até maio, 18% mais do que igual período de 2014.

Os embarques para a União Europeia subiram 22%. Já os destinados aos Estados Unidos aumentaram 59%.

As perspectivas continuam boas para os produtores brasileiros. A safra da Flórida (EUA) foi revisada para 96,4 milhões de caixas, volume que, se confirmado, será o menor em 50 anos.

Produção menor nos EUA e no Brasil -o Fundecitrus prevê 279 milhões de caixas em São Paulo e Triângulo Mineiro- indica menor disponibilidade de frutas.

Essa queda, somada à projeção de rendimento industrial menor da laranja, vai resultar em recuo nos estoques mundiais de suco, segundo avaliação do Rabobank.

O banco, em um balanço das expectativas das commodities para este trimestre, avaliou, ainda, o setor de açúcar, cujos preços são afetados pelo pico de produção no Brasil e pelos estoques acumulados nos últimos cinco anos.

O banco prevê, no entanto, um deficit de 3,4 milhões de toneladas na oferta e demanda na safra mundial (outubro a setembro).

Na avaliação do Rabobank, embora ainda exista disparidade na estimativa de safra de café no Brasil, não há sinais que justifiquem possíveis espaços para recuperação nos estoques globais.

No caso da soja, os analistas do banco afirmam que a tendência dos preços ainda não é clara, exigindo cautela dos produtores.

Quanto ao milho, devido à elevada disponibilidade do produto, uma das saídas são as exportações, mas o panorama internacional não está tão favorável como esteve nos anos anteriores.

*

Milho A safra deverá ficar em 80,2 milhões de toneladas em 2014/15, segundo estimativas da consultoria Clarivi, de Uberlândia (MG). Esse volume supera em 5,8% o registrado na safra anterior.

Verão Na avaliação da consultoria, a primeira safra atingiu 30,5 milhões de toneladas, ante 32,2 milhões na anterior. Já a safrinha subiu para 49,7 milhões, bem acima dos 43,6 milhões de 2013/14.

Área Os produtores brasileiros utilizaram 15,3 milhões de hectares para o plantio de milho na safra 2014/15, mesma área da safra anterior. A produtividade subiu para 5.224 quilos por hectare (4.954 na anterior), segundo Leonardo Sologuren.

*

Editoria de arte/Folhapress

Máquinas agrícolas têm venda e emprego menores

As vendas internas de tratores de rodas e de colheitadeiras melhoraram no mês passado, em relação a maio. Os dados do primeiro semestre apontam, no entanto, forte recuo em relação a igual período de 2014.
Números divulgados nesta segunda-feira (6) pela Anfavea indicaram a venda de 20,8 mil tratores de rodas até junho, uma queda de 22%.

Já o repasse de colheitadeiras das indústrias para o atacado foi 32% menor neste primeiro semestre do que igual período do ano passado.

O ritmo mais lento da produção e das vendas das indústrias do setor se refletiu no mercado de trabalho.

O total de trabalhadores, que era de 20,9 mil, em junho de 2014, recuou para 16,8 mil no mês passado.

Vaivém das Commodities

Por Mauro Zafalon

Vaivém das Commodities

Mauro Zafalon é jornalista e, em duas passagens pelaFolha, soma mais de 38 anos de jornal. Escreve sobre commodities e pecuária. Escreve de terça a sábado.

Fonte: Folha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *