Vaivém: Cautela do consumidor faz preço do frango cair

Começa o ano que promete não ser fácil para os produtores. A crise política e econômica do país, o ritmo menor da atividade industrial e a consequente queda de renda dos consumidores podem levar alguns setores agrícolas a uma situação de aperto.

A atitude dos consumidores, que estão mais cautelosos, e de frigoríficos e do varejo, que apertam na negociação, vai se refletir, com certeza, no produtor.

E esse cenário já começa a se delinear nesta semana, segundo Heloísa Xavier, da JOX Assessoria, especializada no setor de proteínas.

O varejo começa o ano com promoções das carnes adquiridas para as festas de final de ano, diz Xavier. Com isso, há uma pressão nos preços na ponta da produção.

O frango foi um dos primeiros a sofrer esse efeito. O quilo de ave viva recuou 3% nesta quarta-feira (6), para R$ 2,90.

Negociado a R$ 3,10 por quilo de ave viva até 16 de dezembro, o frango já recua 6,5% nos últimos 30 dias.

Xavier diz que a carne suína, devido à menor procura pela carcaça, também tem preços em queda.

O mesmo não ocorre com o boi, que voltou a subir de preço nesta quarta-feira. A arroba vai de R$ 148 a R$ 149 no Estado de São Paulo, dependendo da região.

No caso dos bovinos, a oferta de animais ainda é restrita, forçando a alta dos preços.

Não é fácil uma análise das tendências desses produtos para as próximas semanas, segundo a analista da JOX.

Parte do mercado acredita que o pagamento de salário deverá devolver força aos preços, enquanto outros acreditam que o consumidor já saiu no negativo na virada do ano e deve pisar no freio nas compras.

"É um período atípico", diz Xavier. Além das incertezas políticas e econômicas, o setor convive com o período de férias escolares, quando diminui a demanda por carnes para a merenda escolar.

O aperto no bolso do consumidor vem também das diversas taxas que devem ser pagas nesse período, inclusive as escolares.

Fonte: Folha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *