‘Vaca louca’ gera primeira trava oficial à carne bovina dos EUA

Os Estados Unidos tiveram ontem a primeira restrição às suas exportações de carne bovina após a notificação de um caso de "vaca louca" em uma fazenda leiteira na Califórnia, anteontem. A Indonésia suspendeu a importação de alguns produtos considerados de maior risco, como carnes com ossos, vísceras e gelatinas à base de tutano por tempo indeterminado. Representantes do governo indonésio disseram que vão monitorar a situação.

A Indonésia está longe de ser um cliente importante para os EUA. No ano passado, importou pouco mais de 5,2 mil toneladas ou 0,6% de todos os embarques de carne americana. Nada que se compare às 176,3 mil toneladas despachadas para o Canadá ou às 138,9 mil toneladas para o Japão, países que decidiram não levantar quaisquer barreiras.

Em Cingapura, o representante de Comércio dos Estados Unidos, Ron Kirk, declarou que espera uma rápida reabertura do mercado indonésio, já que "não há qualquer evidência de que qualquer produto contaminado tenha entrado na cadeia de alimentos".

A notícia deixou o mercado apreensivo. Há temores de que outros países decidam seguir o exemplo da Indonésia ou que investigações epidemiológicas levem a novos animais infectados nos EUA. Mesmo assim, os contratos futuros de boi gordo – um termômetro do humor do mercado – ficaram praticamente estáveis em Chicago.(Com Bloomberg)

Fonte: Valor |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *