Uso temporário de defensivos para controle de pragas em frutas é autorizado

Medida libera utilização por 24 meses de agrotóxicos para culturas de manga, uva, acerola e goiaba

Sxc

Foto: Sxc / Divulgação

Manga está entre as culturas cujo uso de defensivos à base de espinosade foi autorizado

Para controlar o crescimento gradual das pragas conhecidas como mosca-das-frutas (Ceratitis capitata e Anastrepha spp), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento autorizou o uso por 24 meses de defensivos à base de espinosade para as culturas da manga, uva, acerola e goiaba. A medida foi definida pelo Ato nº 49, publicado nesta quinta, dia 4, no Diário Oficial da União (DOU).

A necessidade de medidas emergenciais se baseia em parecer técnico da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), para que leve a redução dos níveis populacionais dessas pragas na região do Vale do São Francisco. As ações envolvem controle cultural e monitoramento.

As empresas interessadas em comercializar os agroquímicos deverão requerer o registro para uso emergencial do produto junto aos órgãos competentes, acompanhado de modelo de rótulo e bula e de comprovante de cadastro nos Estados, no Distrito Federal e na Coordenação de Agrotóxicos e Afins do Mapa.

Também deve ser apresentado termo de compromisso para geração e apresentação dos estudos necessários à realização do registro definitivo. A licença será cancelada caso seja constatado problemas de ordem agronômica, toxicológica ou ambiental.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *