Usinas tomam mais crédito no BNDES

Ruy Baron/Valor / Ruy Baron/Valor
Bittencourt: "Precisamos aumentar a capacidade de investimento do setor para evitar importações e gerar empregos"

O vice-presidente do BNDES, Wagner Bittencourt, disse ontem, em evento promovido pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) em São Paulo, que a instituição deverá desembolsar cerca de R$ 6 bilhões ao segmento sucroalcooleiro neste ano, especialmente para aportes de usinas em modernização.

Até abril, foram desembolsados R$ 3,3 bilhões. Em 2012, quando os investimentos ainda foram limitados por uma conjuntura adversa que já se arrastava há dois anos, o total chegou a R$ 4,1 bilhões. De 2008 a 2011, foram R$ 30 bilhões, conforme Bittencourt. "Precisamos aumentar a capacidade de investimento do setor para evitar importações desnecessárias e gerar empregos".

Apesar do otimismo do BNDES e dos desembolsos já realizados neste ano, a presidente da Unica, Elizabeth Farina, disse que as usinas sucroalcooleiras seguem sob forte pressão financeira. Ela lembrou que cerca de 40 unidades fecharam as portas desde 2008, o que representou uma perda de moagem de 46 milhões de toneladas de cana. Ainda assim, 120 milhões foram adicionadas à moagem no período. Para Elizabeth, ainda faltam no país regras claras para o segmento. Ela se mostrou favorável à taxação de combustíveis fósseis para subsidiar o transporte público e favorecer o etanol.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3177952/usinas-tomam-mais-credito-no-bndes#ixzz2XVtKNV15

Fonte: Valor | Por Carine Ferreira | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *