Usinas de cana-de-açúcar de São Paulo são as mais eficientes do Brasil, mostra estudo

Desempenho pode estar relacionado às condições de clima e de solo do Estado

Divulgação

Foto: Divulgação / clicRBS

Pesquisa identificou as 11 usinas mais eficientes do Brasil

Usinas de cana-de-açúcar instaladas no Estado de São Paulo, com moagem acima de 2,5 milhões de toneladas por safra, são as mais eficientes do Brasil. O desempenho pode estar relacionado às condições de clima e de solo do Estado, bem como às tecnologias aplicadas pelas usinas de grande porte em todo o Brasil. A avaliação faz parte de estudo da Universidade de São Paulo (USP), realizado com 355 usinas brasileiras.

Por meio de um modelo econômico chamado Análise Evolutiva de Dados, a pesquisa comparou as unidades e identificou as 11 usinas mais eficientes do Brasil. Destas, oito estão localizadas em território paulista.

Quanto ao porte das agroindústrias, o estudo sugere que as grandes usinas são proporcionalmente mais eficientes que agroindústrias pequenas e de médio porte. Dentre as 11 melhores usinas, cinco são consideradas de grande porte. Um número relevante segundo o estudo, uma vez que as indústrias de maior porte representam menos de 20% do total de usinas no país. Dentre as 60 usinas de grande porte do Brasil, 8,5% entraram no grupo das mais eficientes. Já no universo das usinas de porte médio e pequeno esse porcentual é de apenas 1,2% e 3%, respectivamente.

Com relação à localização, o estudo mostrou que as características de clima e solo do Estado de São Paulo podem ser os fatores mais importantes quanto à qualidade na cana que chega à usina, enquanto o tamanho das indústrias influencia diretamente a tecnologia utilizada. O estudo também levantou que existem outros Estados, como Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com condições de clima e solo equivalentes às encontradas no Estado de São Paulo.

A pesquisa foi desenvolvida por Fábio Vogelaar Carlucci dentro do Programa de Pós-Graduação em Economia na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP), da USP, sob orientação do professor Alexandre Pereira Salgado Júnior.

Agência Estado

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *