USFM envia ofício à Unesco para reconhecimento de geoparque

Foi realizada nesta semana a assinatura da carta de intenções do projeto Geoparque Quarta Colônia, no Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). O documento será encaminhado ao Ministério das Relações Exteriores do Brasil, responsável por remeter a carta para a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Para o prefeito de Nova Palma e presidente do Consórcio para o Desenvolvimento Sustentável da Quarta Colônia (Condesus), André Luiz Rossato, o projeto é a oportunidade que a região tem de entrar na rota do turismo mundial. Ele também lembrou do trabalho desenvolvido, pelo consórcio junto ao governo federal, para que o projeto se concretizasse nos municípios da região.

A coordenadora institucional do projeto Geoparques na UFSM, Jaciele Carine Sell, ressaltou a importância do documento para que a região receba o selo de Geoparques da Unesco.

Se a carta for aceita pela instituição, a região passa a ser denominada de Geoparque Aspirante Unesco, e não mais projeto Geoparque. Apesar de parecer algo simples, Jaciele lembra que esse processo é uma forma de dar visibilidade ao projeto e ao trabalho desenvolvido pela UFSM, além de trazer os olhares internacionais para o território.

Os geoparques são espaços de interdisciplinaridade, nos quais as atividades que envolvem o patrimônio cultural são diretamente relacionadas com outros conceitos, como gestão integrada de território ou educação. A proposta compreende a educação patrimonial como elo que reúne os atores sociais envolvidos através das escolas nos municípios, como os pais, estudantes, professores e técnicos em educação que atuam na escola.

Atualmente, no país, há somente um território certificado pela Unesco.

Na UFSM, existem dois projetos sendo conduzidos em parceria com organizações locais – um na região da Quarta Colônia e um na cidade de Caçapava do Sul. Após a assinatura da carta, uma versão em português e uma em inglês do documento será enviado ao Itamaraty, para seguir os trâmites legais até chegar à Unesco.

O território da Quarta Colônia é composto por nove municípios gaúchos: Agudo, Dona Francisca, Faxinal do Soturno, Ivorá, Nova Palma, Pinhal Grande, Restinga Seca, São João do Polêsine e Silveira Martins.

Fonte: Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *