USDA prevê safra mundial recorde

O relatório do USDA que deverá ser apresentado nesta semana poderá revisar para cima a já considerada safra mundial de soja 2012/13, estimada atualmente em 269,06 milhões de toneladas pelo órgão americano, para 271 milhões de t. A projeção mais conservadora supera a maior produção da oleaginosa da história, de 2010/11, em 1,64%, quando o mundo produziu 264,7 milhões de t. A América do Sul fez toda a diferença, onde projeta-se uma produção de 144 milhões de t contra 114 milhões na temporada passada. Já os Estados Unidos colheram 82 milhões de t, ou 10 milhões a menos que no ano passado. Segundo o analista de soja da Safras & Mercado, Luiz Fernando Roque, a demanda ficará em torno de 259 milhões de t, o que garante um estoque de passagem de 10 milhões de t.

A dúvida em relação ao aumento na projeção global da oleaginosa fica por conta da Argentina, onde falta 30% da safra a ser colhida. De acordo com o consultor Carlos Cogo, órgãos oficiais do país vizinho projetam produção entre 49,5 milhões e 51 milhões de t. Brasil e Paraguai, os outros grandes players da América do Sul, devem colher 82 milhões e 8,4 milhões de t, respectivamente. Na avaliação de Cogo, o recuo na cotação de milho deve levar produtores a aumentarem a área plantada no ano que vem. Enquanto Brasil e Argentina expandem os domínios da oleaginosa em 3% e 4%, especula-se que os EUA plantarão 0,7% a mais que na safra 2012/13.

Ainda que a expansão seja modesta, Cogo diz que o potencial para a próxima safra é de novo recorde: 290 milhões de t.

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe!