Portal conecta produtores e consumidores em tempos de distanciamento social, em que as feiras de produtos ficaram restritasFélix Zucco / Agencia RBS

Um catálogo online com carnes, frutas, embutidos, massas e hortaliças, onde é possível comprar e vender produtos da agricultura familiar pela internet. Essa é a ideia da plataforma Alimento de Origem, lançada por estudantes e professores da Universidade Federal de Santa Maria em Frederico Westphalen (UFSM-FW) para conectar cooperativas e consumidores.

O site, criado em parceria com a Agência de Desenvolvimento do Médio Alto Uruguai (ADMAU), funciona desde 2019, e já permitia o uso de sistemas de rastreabilidade e SimDigital, que atendem a obrigações dispostas pelo Ministério da Agricultura e pelo Sistema de Inspeção Municipal. Em função da pandemia, teve o mecanismo de vendas agilizado e lançado nesta quinta-feira (7).

Por enquanto, o cadastro conta com a Cooperbio, de Seberi. A cooperativa entregará os alimentos vendidos via site às sextas-feiras, nas cidades de Seberi, Frederico Westphalen e Taquaruçu do Sul. O portal permite, entretanto, a participação de associações de todo o país.

Segundo Joel da Silva, professor do Departamento de Tecnologia da Informação da UFSM-FW e coordenador do projeto, o comércio eletrônico de alimentos ganhou força em razão do isolamento social.

– Tudo se intensificou neste período da pandemia. Visualizamos a necessidade de disponibilizar uma ferramenta que auxiliasse na comercialização dos produtos por meio da internet – explica.

A ferramenta é mais um exemplo de iniciativa para driblar os efeitos da pandemia na agricultura familiar. Conforme a coluna mostrou em abril, a Emater lançou um portal onde é possível ver uma lista de agroindústrias, o que vendem e contatos para facilitar a venda.

Com Rossana Ruschel

Fonte: Zero Hora