UNIDADE DA MINUANO SOFRE INTERDIÇÃO

Ministério Público do Trabalho aponta irregulares em Passo Fundo

Numa ofensiva que vai até dezembro em empresas do setor, a força-tarefa estadual Meio Ambiente de Trabalho em Frigoríficos Avícolas interditou, ontem, áreas da unidade da Companhia Minuano de Alimentos, em Passo Fundo. Haverá pelo menos uma fiscalização por mês. A inspeção foi organizada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Foram interditados o sistema de refrigeração por amônia, o setor da fábrica de gelo, máquinas e o descarregamento de aves, o que paralisa o abate e deve impactar fornecedores de animais. O trabalho só poderá ser retomado após readequação.

A empresa, com sede em Lajeado, receberá, nesta quinta-feira, notificações e autos de infração devido a outras irregularidades, como a não implementação da Norma Regulamentadora 36. Para o MPT, a gestão de saúde e segurança são ineficientes, falta gerenciamento de risco, as pausas inexistem, falta higiene no refeitório, a forma de acondicionamento de alimentos é inadequada e o calor para os trabalhadores é insuportável, entre outros.

Na unidade, trabalham 300 pessoas. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Passo Fundo, Miguel dos Santos, procurou tranquilizar os funcionários. Disse que eles devem se apresentar normalmente na empresa hoje e poderão realizar outras tarefas. Representantes da Companhia Minuano não foram localizados para comentar a interdição parcial da planta.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *