Umidade na segunda quinzena de maio preocupa produtores de milho

Sequência de frentes frias prejudica maturação do cereal no Paraná; no fim de semana, massa de ar polar atinge áreas do Centro-Sul

milho

Pryscilla Paiva, editora de Tempo do Canal Rural
Com a antecipação do fim do vazio sanitário no ano passado no Paraná, a safra de soja foi plantada antes. Entre dezembro e janeiro, a chuva foi mais escassa. O milho segunda safra, consequentemente, também foi plantado antes e sofre com o excesso de umidade nesta segunda quinzena de maio em algumas áreas do Paraná. A maturação do grão fica prejudicada com tantas chuvas.
“O solo não tem tempo para secar com a sequência de frentes frias”, diz o meteorologista Celso Oliveira, da Somar. Além de prejudicar a fase final do milho segunda safra, essas pancadas de chuva acima da média também afetam a instalação das lavouras de inverno, como o trigo. “Tudo um reflexo do El Niño que potencializa as chuvas no Sul do Brasil”, diz.

O secretário do sindicato rural da cidade de Cascavel (PR), Paulo Valini, disse que o problema, por enquanto, é pontual. “Estamos mais preocupados com outra coisa: a cigarrinha, que anda derrubando a planta. Plantou-se milho em cima de milho, sem rotação, e a praga se instalou em algumas lavouras”, conta ele.

Segundo informações da Somar Meteorologia, uma frente fria que avança pelo Rio Grande do Sul nesta quarta-feira, dia 22, vai levar até 50 milímetros de chuva para áreas do sudoeste do Paraná, como é o caso do município de Francisco Beltrão, e de 30 a 50 milímetros em áreas do oeste do estado, a exemplo de Cascavel. Em contrapartida, lavouras do norte do Paraná tiveram dificuldades com o tempo mais seco.

Fim de semana

Depois da passagem dessa frente fria, o destaque será a entrada da massa de ar de origem polar, que vai atingir áreas do Centro-Sul no fim de semana. Por enquanto não há previsão de geada nas lavouras de milho, apenas nos pontos mais altos do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. A mínima prevista para Urupema (SC) nesta sexta-feira, dia 24, é de apenas 1°C. Para áreas de café do sul de Minas Gerais, o sábado, dia 25 vai começar com temperaturas mínimas de 3°C a 4°C e risco para geadas pontuais.

  Redação – Canal Rural

Fonte : Canal Rural

Compartilhe!