Tuberculose bovina provoca morte de mais de 300 animais em Santa Catarina

Produtores que perderam rebanhos serão indenizados por meio de fundo do governo estadual

Ver Descrição

Foto: Ver Descrição / Ver Descrição

Produtores que tiverem prejuízos serão indenizados pelo governo do Estado

Mais de 300 animais já foram sacrificados em Santa Catarina em função dos casos de tuberculose bovina este ano. De acordo com o médico veterinário da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola do Estado, Antônio Maria Hermes, a doença é transmitida por uma bactéria e não tem cura. A tuberculose também pode atingir seres humanos que tiverem contato com animais doentes ou que consumirem alimentos à base de leite. Outros animais também podem ser infectados por meio da tosse ou se alimentando em um mesmo cocho.

Na região oeste de Santa Catarina, foram registrados casos nos municípios de Herval D’oeste, Joaçaba, Erval Velho, Ouro e Água Doce, com mais de 90 animais sacrificados. As famílias prejudicadas serão indenizadas pelos bovinos abatidos por meio do Fundo Estadual de Sanidade Animal (Fundesa).

O benefício paga cerca de R$ 3,00 pelo quilo do gado vivo que apresenta tuberculose. Esses bovinos são transportados em locais próprios para que o abate seja feito dentro das normas sanitárias.

Fonte: Ruralbr | Guilherme Corrêa | Joaçaba (SC) CANAL RURAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *