TROCA-TROCA TEM MILHO PARA REPLANTIO

Hoje e amanhã, a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) deixará aberto o sistema on-line do programa Troca-Troca para pedidos de reposição de sementes do milho safra para agricultores que tiveram perdas com os temporais de setembro e precisarão replantar as lavouras. Os detalhes foram acertados em reunião ontem na Fetag. Foi definido que terão acesso a mais sementes produtores de municípios que decretaram emergência em função de problemas climáticos. Segundo o diretor-geral da SDR, Elton Scapini, levantamento feito ontem indica que 53 municípios de 62 que decretaram emergência solicitaram sementes ao programa Troca-Troca. Ontem à noite, o número subiu para 70.

As lavouras atingidas se concentram na Fronteira Noroeste, onde o plantio começou no final de julho. ‘Ao todo, foram entregues 53 mil sacas nestes municípios e agora vamos colocar 10% do solicitado à disposição.’ O montante que está disponível nas sementeiras para entrega imediata é de 5 mil sacas.

Caso a demanda do município ultrapasse os 10%, Scapini orienta que a entidade responsável pelo pedido, sindicato ou prefeitura, faça ofício solicitando a reposição. A partir disso, a SDR poderá fazer um ajuste verificando os municípios que pediram menos do que o disponibilizado.

Scapini diz que a expectativa é fazer o pedido às sementeiras na quinta-feira e, a partir da próxima segunda, começar a entrega dos novos lotes. O assessor de Política Agrícola da Fetag, Airton Hochscheid, avalia que o montante pode não atender à demanda geral e que seja necessário fazer corte proporcional. Dessa forma, o governo garantiria o repasse de segunda leva de sementes a todos os interessados, mas em volume ajustado à disponibilidade. Hochscheid diz que ainda não se sabe quantos hectares foram prejudicados e precisarão ser replantados no RS.

O levantamento dos prejuízos está sendo elaborado pela Emater. O aporte de sementes é um extra sobre as 315 mil sacas que já foram entregues pelo programa. Neste mês, a SDR também começará a entrega do milho safrinha, que totaliza mais 35 mil sacas.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *