Triunfo vence licitação de trechos de três rodovias entre Distrito Federal e Minas Gerais

Rota com 1.176,5 quilômetros inclui BRs-060, 153 e 262, que cortam o Distrito Federal e os Estados de Goiás e Minas Gerais

Wllyssys Wolfgang

Foto: Wllyssys Wolfgang / Canal Rural

Leilão ocorreu na sede da BM&FBovespa, em São Paulo, onde outros quatro grupos disputaram o trecho

A Triunfo Participações e Investimentos (TPI) venceu, na manhã desta quarta, dia 4, a licitação do trecho de 1.176,5 quilômetros de rodovias federais que liga Brasília (DF) a Betim (MG), envolvendo as BRs-060, 153 e 262, que cortam o Distrito Federal e os Estados de Goiás e Minas Gerais. A empresa ofereceu uma proposta de tarifa de pedágio de R$ 2,85 para cada 100 quilômetros rodados. O valor representa um deságio de 52% em relação ao teto de R$ 5,94 fixado pelo governo.
Segundo o diretor da Triunfo, Carlo Bottarelli, a cobrança  começará  a ser feita a partir de 1º de outubro de 2015.
O leilão ocorreu na sede da BM&FBovespa, em São Paulo, onde outros quatro grupos disputaram o trecho, que abrange 47 municípios das três unidades federativas. O leilão foi o terceiro do Plano de Investimento em Logística (PIL), do governo federal.
>> Acesse o especial SOS Logística
Trechos da rota em questão são importantes para o escoamento da produção da região Centro-Oeste, por onde trafegam toneladas de grãos, biocombustíveis, alimentos e produtos industrializados.
O grupo empresarial vencedor terá 30 anos de concessão, com investimentos de R$ 7,15 bilhões. O contrato prevê ao vencedor o investimento em exploração da infraestrutura e em prestação do serviço público de recuperação, conservação, manutenção, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade das rodovias, além do contorno de Goiânia (GO). Os serviços serão executados em 630,20 quilômetros das BRs-060 e 153, – desde o entroncamento com a BR-251, no Distrito Federal, até a divisa dos estados de Minas Gerais e São Paulo – e em 546,30 quilômetros da BR-262 – entre o entroncamento com a BR-153 e o entroncamento com a BR-381, no estado de Minas Gerais.
Participaram do leilão também as empresas Invepar, Companhia de Participações em Concessões, além dos consórcios integrados pela Ecorodovias e pela Queiroz Galvão.
BR-050 e BR-163
No dia 27 de novembro, o Grupo Odebrecht ganhou a licitação de trecho da BR-163, de Mato Grosso. A empresa ofereceu proposta de pedágio de R$ 2,63 para cada 100 quilômetros, valor 52,03% abaixo do teto fixado pelo governo para aquele leilão.
O primeiro leilão do PIL, do trecho da BR-050 entre Goiás e Minas Gerais, ocorreu em setembro. O consórcio Planalto venceu a licitação ao oferecer a tarifa de pedágio de R$ 4,53 para cada 100 quilômetros, deságio de 42,38% em relação ao teto do edital.
Neste ano, ainda estão marcados leilões da BR-163, em Mato Grosso do Sul, no dia 17 de dezembro, e da BR-040, entre Brasília e Juiz de Fora (MG), que acontece no dia 27 de dezembro.
O Programa de Investimentos em Logística prevê a integração de vários modais de transporte. Lançado em 2012, envolve vários órgãos do governo federal, além de parcerias com Estados e com a iniciativa privada. O objetivo é remover os entraves logísticos para o escoamento da produção e melhorar a competitividade da economia brasileira.

RURALBR COM INFORMAÇÕES DA AGÊNCIA BRASIL

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *