TRIGO | Revisão de planilha só na próxima safra

O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura (Mapa), Seneri Paludo, se comprometeu ontem, em reunião com a Farsul, a ajustar as planilhas de custo utilizadas pela Conab para calcular o preço mínimo do trigo. A alteração diz respeito à defasagem de dois anos em valores referentes ao pacote tecnológico e à necessidade de alinhar os itens listados. ‘Precisamos uniformizar os padrões para comparar os mesmos itens’, disse. Embora Paludo reconheça a importância de reconstruir a metodologia, a correção valerá apenas para a safra 2015/2016, pois os custos já foram lançados para este ciclo. O preço mínimo é de R$ 31,86 a saca de trigo. Para a safra 2014/2015 será de R$ 33,45.

O prazo para alteração é outubro. Em julho e agosto, o setor vai acompanhar os painéis da Conab para sanar o desencontro de informações. Contudo, ainda não há solução para a atual safra de trigo. ‘Acordamos trabalhar o futuro, mas o presente não está solucionado’, pontuou o presidente da Farsul. Carlos Sperotto. Segundo ele, ‘não tem comprador nem a R$ 25,00 a saca’. A preocupação dos produtores é com o escoamento de 850 mil t de trigo que ainda estão nos armazéns.

A Farsul insiste que a alternativa é manter a TEC de 10% para importação de grão de fora do Mercosul. Embora essa definição caiba à Camex, Paludo considera que a isenção da TEC não pode ocorrer de forma que prejudique o grão por vender. ‘Tem de ser da maneira mais cautelosa possível para não comprometer o RS’, disse. Sperotto aguarda para os próximos dias decisão por parte do governo do Estado em relação ao pedido de redução do ICMS de 8% para 2% feito pela Farsul.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *