TRIGNOTÍCIAS – LEVANTAMENTO – IBGE revisa estimativa da produção agrícola

Fonte:Paulo Odilon Ceratti Kurtz/Embrapa

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística aponta aumento de produção em oito dos 26 produtos analisados em outubro; trigo avança 1,4% ante setembro

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revisou a estimativa de produção dos produtos agrícolas. No trigo, por exemplo, o levantamento Sistemático da Produção Agrícola de outubro avançou 1,4% ante setembro, para 6,3 milhões de toneladas.

A área plantada e a área a ser colhida foram revisadas, com aumentos de 0,6% e 0,5%, respectivamente, enquanto que o rendimento médio cresceu outros 0,9%. De acordo com o levantamento, o Rio Grande do Sul deve produzir 2,5% mais, a partir de um aumento da área plantada de 1,2%. O Paraná, que responde por 51,9% da produção nacional do cereal em 2016, deve colher 0,8% mais.

Em relação ao milho segunda safra 2016, a projeção do IBGE é que a estiagem que prejudicou a ª safra do cereal (verão) persistiu e a colheita reflete isso. "As avaliações de outubro para o milho 2ª safra foram menores em 302,4 mil toneladas, variação negativa de 0,8% frente às informações de setembro", diz no relatório divulgado nesta quinta, dia 10. 

O rendimento médio caiu 0,6%, para 3.868 quilos por hectare, e a produção foi estimada em 39,2 milhões de toneladas. A produção total (primeira e segunda safras) foi estimada em 63,6 milhões de toneladas, 0,4% menor que a avaliada em setembro.

Demais culturas

Considerados todos os 26 principais produtos analisados, o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de outubro aponta aumento de produção em 2016 de oito deles: aveia em grão (49,8%), café arábica (23,8%), cebola (6,7%), cevada em grão (69,8%), feijão em grão 3ª safra (5,4%), mandioca (3,8%), trigo em grão (14,4%) e triticale em grão (31,7%).

Em queda foram dezoito produtos: algodão herbáceo em caroço (-16,9%), amendoim em casca 1ª safra (-10,3%), amendoim em casca 2ª safra (-28,0%), arroz em casca (-15,5%), batata-inglesa 1ª safra (-3,1%), batata-inglesa 2ª safra (-7,2%), batata-inglesa 3ª safra (-1,4%), cacau em amêndoa (-21,4%), café conilon (28,1%), cana-de-açúcar (-2,0%), feijão em grão 1ª safra (-15,5%), feijão em grão 2ª safra (-20,4%), laranja (-4,7%), mamona em baga (-52,6%), milho em grão 1ª safra (-16,0%), milho em grão 2ª safra (-30,4%), soja em grão (-1,5%) e sorgo em grão (-45,6%).

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *