Tribunal promove capacitação para novos juízes sobre o PJe

Crédito: TJMT

Em continuidade à capacitação oferecida pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), por meio da Escola Superior da Magistratura (Esmagis-MT), os juízes que ingressaram no último concurso da Magistratura, em julho deste ano, receberam, nos dias 22 e 23 de julho, o treinamento sobre o Processo Judicial Eletrônico (PJe). Os 26 magistrados participam de diversas capacitações, em todas as áreas do Judiciário, desde o dia 14 de julho com término em 11 de dezembro. Ao todo, serão 800 horas de aula, divididas entre teoria e prática.

O instrutor da Coordenadoria de Tecnologia da Informação (CTI) do TJMT, Rosivaldo Rodrigues, explica que o treinamento tem como objetivo mostrar o sistema de forma direta e, principalmente, contar com a interação de todos os participantes, de forma leve, já que eles estão vindo de uma rotina intensa de cursos. “Quem participa de treinamento é livre para fazer perguntas, para interagir. A ideia é que eles interajam juntamente comigo durante as explicações. Dessa forma eles manuseiam a ferramenta durante o curso, aprendendo na prática como o sistema funciona”, disse.
O juiz Emerson Cajango, do Juizado Especial da Fazenda Pública de Cuiabá, esteve presente no curso, já que a Fazenda Pública já trabalha com o PJe. Ele destacou essa preocupação do Judiciário mato-grossense em oferecer ferramentas e conhecimento para o magistrado nesse início da carreira. “É uma determinação do próprio Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do nosso Tribunal no qual aqueles juízes recém-empossados têm que ficar um tempo na comarca da capital para receber treinamentos e cursos para poderem então atuar na prática com o máximo aproveitamento possível”, frisou.
Para o juiz substituto Fernando Kendi Ishikawa, essa ferramenta e os dados que estão sendo repassados para todos os alunos são de fundamental importância para a atividade prática. A metodologia aplicada durante o curso também foi apontada como positiva. “A interação com o professor dá uma leveza dentro do curso, que tem muita informação, muitos dados e acaba deixando isso um pouco mais atraente para nós que já estamos na segunda semana de capacitação. Isso ajuda muito”, comentou.
As capacitações oferecidas pelo TJMT logo após a posse são de extrema importância, relatou o magistrado. Para ele, isso demonstra a preocupação por parte da gestão do Tribunal na formação dos juízes que estão ingressando em sua Casa. “Em razão disso, propicia ao jurisdicionado um profissional mais qualificado e que possa atender com mais qualidade toda a demanda judicial que hoje é muito grande no Brasil, inclusive aqui no estado”.
Já o juiz Fabio Petengill classificou esses dias de capacitações como bastante interessantes, já que os treinamentos oferecidos são relativos aos diversos sistemas que compõem o Judiciário e são ferramentas que eles vão trabalhar no dia-a-dia. “O PJe é uma realidade no Judiciário e temos que entender a necessidade de se adequar a esse sistema. Vamos aproveitar esse momento de cursos para nos aprimorar para prestar um bom atendimento ao jurisdicionado”, pontuou.
Fonte: TJMT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *