Transferência de Tecnologia Agricultura familiar Mecanização e Automação – Demonstração de plantio mecanizado no lançamento do Programa de Produção Integrada

Dulcivania Freitas - A técnica deste plantio mecanizado será feita no formato demonstrativo

Foto: Dulcivania Freitas

A técnica deste plantio mecanizado será feita no formato demonstrativo

A Embrapa vai realizar um plantio mecanizado de grãos e de mandioca, durante o evento de lançamento do Programa de Produção Integrada (PPI) do Governo do Estado, na manhã desta terça-feira, 8/9, no Parque de Exposições de Fazendinha, distrito de Macapá (AP). A técnica deste plantio mecanizado será feita no formato demonstrativo, para fins de conhecimento de como funcionam os equipamentos e os benefícios. Os participantes conhecerão a plantadora que garante uma melhor produtividade da mandioca e de grãos (milho, soja, arroz, feijão) e reduz de forma significativa o esforço físico do agricultor, quando comparado com o método manual de plantio. A plantadora adquirida pela Embrapa funciona atrelada a um trator de médio porte e representa uma novidade para auxiliar os pequenos produtores do Amapá.

O chefe adjunto de Transferência de Tecnologias da Embrapa Amapá, Nagib Jorge Melém Junior, ressalta que a mecanização é a chance de o Amapá avançar na inclusão tecnológica e ao mesmo tempo garantir qualidade de vida aos agricultores de base familiar.  "A padronização obtida na lavoura após o plantio feito de forma mecanizada, é um dos fatores do aumento da produtividade. Quando feito por meio da enxada, no método manual, é comum ocorrer desníveis na adubação. Com esses implementos, o agricultor consegue distribuir os fertilizantes e plantar as manivas de maneira uniforme numa mesma área e com isso garantir melhor produtividade", acrescentou o analista de Transferência de Tecnologia da Embrapa Amapá, Gustavo Castro.

A plantadora de mandioca realiza operações complexas: abre a linha de cultivo, deposita o adubo, corta a maniva e fecha a linha de cultivo. Um dos maiores benefícios é que, devido este implemento ser feito de duas linhas, o produtor pode plantar até 5 hectares em meio dia. Enquanto no trabalho manual, "no bico da enxada", é preciso cerca de 10 pessoas para plantar em um dia.  "Para uma operação bem-sucedida, é preciso um tratorista e dois auxiliares capacitados. Estes precisam ter o cuidado de ir colocando as manivas dentro do recipiente. A maniva não pode ser torta, o ideal é que seja mais reta possível", completou o assistente do Campo Experimental do Cerrado, Claudeci Trindade.

PPI – O Governo do Estado anuncia a retomada do Programa de Produção Integrada, beneficiando inicialmente 928 famílias de várias regiões do Estado do Amapá. De acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento Rural, Hélio Dantas, o programa é uma das medidas que contribuirá para fomentar as atividades agrícolas do Estado, principalmente a agricultura familiar. Com relação ao acesso aos equipamentos de mecanização, o secretário destacou que os produtores têm possibilidade concreta de por meio do financiamento do Fundo de Desenvolvimento Rural do Amapá (Frap), além da linha disponível para financiamento na Conab.

Dulcivânia Freitas (Jornalista DRT-PB 1.063/96)
Embrapa Amapá

Fonte : Embrapa