TRABALHO DE DÉCADAS – Raça girolando completa 25 anos e deve chegar a 2 milhões de registros

Presidente da entidade defende que o registro é o primeiro passo para desenvolver uma raça geneticamente superior e elevar produção

Genuinamente brasileira e responsável por 80% da produção de leite do Brasil, a raça girolando completou 25 anos no dia 1º deste mês. A raça foi reconhecida oficialmente pelo Ministério da Agricultura na mesma data, em 1996. Em 2021, o desafio da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando é superar a marca dos 2 milhões de controles/registros genealógicos de animais.

girolando

A vaca ICH Canela Teatro é uma das recordistas nacionais na produção de leite durante a vida, já passando dos mais de 100 mil quilos. Foto: Divulgação

O relatório final aponta que no ano passado foram efetuados 90.541 controles/registros contra 81.412 controles/registros de 2019, o melhor desempenho dos últimos cinco anos. Somando os registros efetuados desde 1989, quando a entidade iniciou esse tipo de serviço, o banco de dados conta com 1.943.188 controles/registros.

Foi delegada à entidade, pelo Ministério da Agricultura, a execução do Serviço de Registro Genealógico da raça girolando. A instituição conta com 33 técnicos prestando atendimento no país.

“O registro é o primeiro passo para a formação de um rebanho geneticamente superior. Ao longo desses 25 anos novas ferramentas de seleção foram sendo incorporadas pelo Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando, permitindo aos criadores formar rebanhos altamente produtivos e longevos, com as vacas produzindo satisfatoriamente até aos 15 anos de idade. Hoje, somos a raça leiteira nacional que mais vende sêmen no país”, assegura o presidente da entidade, Odilon Barbosa Filho.

Segundo dados do Controle Leiteiro Oficial, houve um aumento de 53% na produção individual de leite por vaca, desde o ano 2000, com a produção saltando de 3.695 kg, em até 305 dias, para 5.671 kg, em 2019.

Por Canal Rural

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *