Trabalhadores de usinas de cana em SP entram em estado de greve

Em nota, Fetiasp afirma que motivo da paralisação é que indústria não ofereceu aumento baseado na inflação

por Globo Rural On-line

 Shutterstock

Em 29 de maio, haverá nova assembleia na Fetiasp para decidir paralisação

Trabalhadores das usinas paulistas de cana-de-açúcarentraram em estado de greve nesta terça-feira, após reunião com sindicatos filiados, a Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Estado de São Paulo(Fetiasp) e usineiros.
Em nota, a Fetiasp afirma que o motivo da paralisação é o fato de, na terceira rodada de negociações, a indústria não ter oferecido aumento real. O reajuste proposto teria sido de 4,50%, enquanto a inflação alcançou 4,88%, conforme o comunicado.
De acordo com o presidente do sindicato da categoria emCatanduva, João Agostinho, "o segmentosucroalcooleiro está em evidente expansão e os trabalhadores querem participar desse crescimento, buscando melhores salários".
O presidente da Fetiasp, Melquíades de Araújo, recomendou aos sindicatos que façam manifestações e assembleias nas portas das usinas. Em 29 de maio, às 14 horas, a categoria deve realizar nova assembleia na Fetiasp para decidir se iniciará uma paralisação.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *