TEMPO – Próximos dias serão de chuva em grande parte das regiões produtoras do Brasil

Exceção é o Rio Grande do Sul, segundo a Rural Clima, que só deve ter precipitações no início da próxima semana

+chuva campo (Foto: Getty Images)

Na quinta-feira (15), uma nova frente fria se forma e leva chuva generalizada a grande parte da região central do Brasil (Foto: Getty Images)

Após um feriado de chuvas extremamente irregulares no Brasil, os próximos dias devem ser de chuva em Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul Goiás, sul do Tocantins e Minas Gerais. "Não serão chuvas volumosas nem generalizadas, mas há previsão para essas regiões", afirma Marco Antonio dos Santos, agrometeorologista da Rural Clima.

Já para São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e metade sul do Paraguai, as chances de chuva são mínimas nesta terça-feira (13/10). De acordo com a Rural Clima, a frente fria sobre o Brasil se mantém com intensidade muito fraca e incapaz de organizar a umidade da Amazônia e, consequentemente, provocar chuva generalizada no país.

A partir de quarta-feira (14/10), áreas de instabilidade ganham intensidade e, com isso, há previsão de boas chuvas no Paraguai, Mato Grosso do Sul, oeste de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Rondônia, de acordo com a Rural Clima.

Já na quinta-feira (15/10), uma nova frente fria se forma e leva chuva generalizada a grande parte da região central do Brasil. O grande problema fica no RS, onde não há previsão de chuva ao longo dos próximos dias. "A chuva deve retornar ao Estado somente no início da próxima semana", aponta Santos.

Essa frente fria levará o território gaúcho a mais um período de tempo seco. "Isso trará apreensão aos produtores, visto que lavouras de milho já começaram a perder seu potencial produtivo, bem como as de arroz, por conta de reservatórios baixos. Além disso, deve haver redução significativa na área do cereal a ser semeada neste ano", diz o agrometeorologista.

Marco Antônio acredita que, com o término do bloqueio atmosférico e as frentes frias voltando a avançar, a tendência é de que volte a chover de forma significativa. "Não acredito que ocorra longos períodos de estiagem em toda a região central do Brasil. Aposto que esse ano será de safra cheia na soja, principalmente no Sudeste, Centro-Oeste e Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia)", projeta.

REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte : GLOBO RURAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *