TECNOLOGIA | Ano deve ser o melhor da história para implementos

À reboque dos tratores e colheitadeiras, a indústria de implementos projeta 2013 como o melhor ano da história. Em abril, último mês com dados disponíveis, o segmento bateu recorde de faturamento e de número de trabalhadores. A utilização da capacidade instalada de 232 empresas supera 80% e, para atender só os pedidos em carteira, as indústrias levariam 5,33 semanas, prazo quase 50% maior que em 2012.
– Todas as empresas estão investindo e contratando, mas com dificuldade para achar gente – diz Gilberto Zancopé, presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).
No primeiro quadrimestre, o faturamento foi 20% superior a 2012 e a expectativa é fechar o ano com alta de 15%. Um exemplo de como o setor está a todo vapor é a Vence Tudo, de Ibirubá. A fabricante de plantadeiras e plataformas de colheita de milho não para de produzir nem na madrugada e quase cem dos 745 funcionários têm de ser buscados em outros municípios. Em alguns casos, são trazidos em ônibus e vans de cidades a mais de cem quilômetros da fábrica. O transporte faz o custo de cada trabalhador subir até 12% além dos gastos com salários e encargos.
– Nossas vendas, comparadas ao ano passado, estão entre 18% e 20% maiores. Estamos construindo novos pavilhões, investindo em máquinas e robôs de solda – diz o gerente comercial, Ildemar Budke.

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *