TCU: gastos no Ministério da Agricultura são descontrolados

Fonte: Terra

O Tribunal de Contas da União (TCU) confirmou um novo foco de acusações de corrupção no governo, desta vez no Ministério da Agricultura, comandado pelo PMDB. Segundo auditoria do órgão, não há um controle adequadro sobre operações milionárias na Agricultura, abrindo espaço para desvios de verba. A investigação, aprovada em junho pelos ministros do tribunal, foi realizada no ministério e em órgãos a ele vinculados, como a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

O ministério é comandado desde abril de 2010 por Wagner Rossi (PMDB-SP), indicado pelo vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), e foi alvo recente de ataques do ex-diretor financeiro da Conab Oscar Jucá Neto, exonerado no dia 27 de julho. Ele é irmão do senador Romero Jucá (PMDB-RR), líder do governo no Senado, e disse em entrevista à revista Veja que só há "bandidos" no ministério, insinuando que Rossi tentou oferecer dinheiro para que ele ficasse calado após deixar o cargo. Só neste ano, a Agricultura arrecadou R$ 17,6 milhões em multas. "A insipiência na área de controles internos do ministério é particularmente preocupante no que se refere a atividades de fiscalização, em que existe contato direto entre servidores do ministério e os fiscalizados", afirmou o relatório do TCU.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *