SUSTENTABILIDADE – Desperdício de alimentos é tema de desafio para empreendedores

Programa da Braskem promete acelerar negócios que evitem a perda de alimentos ao longo de toda a cadeia produtiva; inscrições de projetos ocorrem até 31 de março

desperdicio-de-comida-Ribeirão-Preto-Reaproveitamento de alimentos que seriam desperdiçados - Feira na região central de Ribeirão Preto - Tomates desperdiçados jogados na rua durante a feira (Foto: Pierre Duarte/Ed. Globo)

A busca inclui empresas com propostas inovadoras de negócio que reduzam ou eliminem qualquer tipo de perda ou desperdício de alimento (Foto: Pierre Duarte/Ed. Globo)

A quarta edição do Braskem Labs Scale, programa de aceleração para empreendedores, está com inscrições abertas e neste ano uma nova categoria foi criada para reconhecer trabalhos que solucionam o problema de desperdício de alimentos. O desafio inclui propostas de negócios que atuam em toda a cadeia produtiva, desde a produção até o pós-consumo. Desta forma, poderão participar do programa empreendedores com soluções para agropecuária, embalagens, transporte, varejo, consumo em casa e outras áreas.

Cerca de 1/3 dos alimentos produzidos no mundo para consumo humano a cada ano – aproximadamente 1,3 bilhão de toneladas – não chegam às mesas, de acordo com dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). Ainda segundo a entidade, o prejuízo causado pelo desperdício de alimentos já chega a aproximadamente US$ 1 trilhão, somando países mais avançados e em desenvolvimento.

“Essa é uma das maiores crises enfrentadas atualmente, em escala global, e com consequências gravíssimas para a sociedade e para o meio ambiente. Com esta nova categoria, esperamos descobrir empresas que contribuam para o fim desta situação”, afirmou, em nota divulgada à imprensa, Luiz Gustavo Ortega, gerente de Desenvolvimento Sustentável da Braskem.

O Scale, lançado em 2015, é focado na capacitação de empreendedores mais maduros e com soluções já disponíveis no mercado. Não há aporte financeiro para as empresas selecionadas, mas são oferecidas mentorias aos negócios e acompanhamentos. Os interessados em participar têm até 31 de março para inscrever seus projetos no site do programa. Entre os critérios de seleção estão a inovação dos projetos, potencial de mercado, perfil do empreendedor e da equipe envolvida, modelo de negócio e impacto socioambiental.

POR REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte : GLOBO RURAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *