Suspenso leilão da Renuka

O leilão da usina sucroalcooleira Madhu, da Renuka do Brasil, marcado para ontem, foi suspenso por uma liminar do Tribunal de Justiça de São Paulo.

A decisão foi proferida na semana passada pelo juiz relator Caio Marcelo Mendes de Oliveira, da 2ª Câmara de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). O magistrado acatou um pedido do BNDES, que argumenta que a venda da usina pode suprimir a garantia sobre o imóvel. Além de credor, o banco de fomento é o detentor da garantia hipotecária da unidade.

O BNDES já havia entrado com um recurso em primeira instância para cancelar o leilão, mas o pedido foi negado em dezembro. No entendimento do juiz de primeira instância, a hipoteca continuaria acompanhando o imóvel, ainda que alienado a terceiros.

A Renuka do Brasil entrou na quinta-feira com um pedido de reconsideração ao desembargador, mas que não foi julgado. A companhia argumenta que o leilão não implica em supressão de garantia e que os recursos previstos para serem levantados com a venda da usina seriam utilizados para quitar a dívida com o BNDES.

Por Camila Souza Ramos | De São Paulo

Fonte : Valor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.