SOS Mata Atlântica busca doações para monitorar água em rios

Demanda de pessoas interessadas em utilizar metodologia de monitoramento fez ONG cadastrar projeto de arrecadação pela internet; objetivo é atingir R$ 9.200

por Globo Rural On-Line

Wikipedia Commons

O rio Tietê, onde desembocam as águas da bacia do rio Jundiaí

Com o objetivo de formar cinco grupos de monitoramento da qualidade da água em rios da bacia do Rio Jundiaí, a Fundação SOS Mata Atlântica, através do programa Redes das Águas, cadastrou o projeto Observando os Rios no portal www.causacoletiva.com para arrecadar R$ 9.200.

O Rio Jundiaí nasce na Serra dos Cristais, no município de Mairiporã (SP), com extensão de 123 quilômetros, percorre sete municípios paulistas: Campo Limpo Paulista, Várzea Paulista, Jundiaí, Itupeva, Indaiatuba e Salto, onde sua foz se une ao Rio Tietê.
Os interessados podem contribuir, até o próximo dia 30, pelo link www.causacoletiva.com/rededasaguas, com valores que variam de R$ 20,00 a R$ 3.000,00.

Com o recurso arrecadado, a SOS realizará 60 coletas e análises da qualidade da água; distribuirá cinco kits de análise da qualidade, com 20 testes cada; fará cinco oficinas para capacitar os grupos sobre como analisar a água; incluirá as análises no sistema de dados do Observando os Rios na Rede das Águas e construirá um mapa com os indicadores.
“Esse recurso não é para a SOS Mata Atlântica, mas sim para pessoas que têm interesse em monitorar a qualidade da água de rios e córregos de sua região, mas não podem. Como a demanda de pedido é maior que a nossa capacidade de atendimento, pensamos em usar esta plataforma para tornar isso possível. A Rede das Águas surgiu com esse perfil de mobilização e participação da sociedade e estamos dando continuidade a isso”, afirma Malu Ribeiro, coordenadora da Rede das Águas da SOS Mata Atlântica.
Poderão participar dos grupos de monitoramento comunidades ribeirinhas, jovens e adultos, escolas, universidades, associações comunitárias, ONGs, comitês de bacias, entre outros, que farão parte do programa Observando os Rios da SOS Mata Atlântica.

Programa Rede das Águas

A Rede das Águas é um programa de informação e intercâmbio voltado à mobilização social para a gestão integrada da água e da floresta, além do fortalecimento e aprimoramento de políticas públicas.

Reúne os projetos da Fundação SOS Mata Atlântica relacionados ao tema água, como o Observando o Tietê, que nasceu em 1991 estimulado pela campanha pela despoluição do Rio Tietê e que reuniu 1,2 milhão de assinaturas num abaixo-assinado entregue ao Governo do Estado de São Paulo.

Consolidou-se como ferramenta de mobilização no setor de recursos hídricos e possibilitou o início das atividades de educação ambiental e mobilização ligadas ao tema água em rede social.
O Observando os Rios é uma metodologia que utliza a percepção da sociedade e parâmetros físicos, químicos e biológicos que são medidos por meio de kits de monitoramento da qualidade da água, para classificar, de acordo com a Legislação a condição ambiental da água. Essa metodologia é utilizada hoje em diversas bacias hidrográficas brasileiras, de dez Estados do bioma Mata Atlântica (SP, MG, PR, SC, RS, RJ, AL, CE, PE. GO e DF).

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *