SOJAAGRICULTURAINFORMAÇÃO – MERCADO – Com preço mais alto, comercialização da soja dispara em Mato Grosso

Fonte:Jecson Schmitt/Arquivo Pessoal

Após atraso ao longo dos últimos meses, a evolução das vendas se recuperou e ficou 8,17 ponto porcentual à frente do mesmo período do ano anterior

Os preços remuneradores estimularam a comercialização da soja em Mato Grosso, que já tem 71,5% da produção esperada vendida, contra 61,6% no mês anterior, segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

"Após um atraso ao longo dos últimos meses, a evolução das negociações se recupera, e fica 8,17 ponto porcentual à frente do mesmo período para a safra 2016/2017", disse a entidade.

O preço médio mensal, segundo o Imea, é de R$ 63,45 por saca, 3,97% acima do observado em março. "Essa valorização acabou puxando o preço médio ponderado, que alcançou R$ 59,41 por saca".

Ainda assim, o valor está 4,05% abaixo do registrado na safra 2016/2017. Em valores absolutos, a safra 2017/2018 segue negociada a R$ 2,51 por saca a menos que na safra passada.

Processamento recorde

O processamento de soja no estado fechou o mês de março em 913,5 mil toneladas, o maior volume mensal já observado na série histórica. Em relação a fevereiro, o volume é 10,8% superior.
O Imea atribui o desempenho à maior disponibilidade de grão em decorrência da colheita e à demanda mais aquecida pelo farelo, "que proporcionou uma melhora na margem bruta de esmagamento neste último mês".

A expectativa é de que na safra 2017/2018 o estado esmague 9,25 milhões de toneladas, o segundo maior volume da série, atrás apenas da safra 2016/2017. A estimativa da entidade é que o estado produza neste ciclo 32,17 milhões de toneladas de soja. A demanda para exportação foi estimada em 18,2 milhões de toneladas, e, para consumo interno, em 9,25 milhões de toneladas.

Fonte : Canal Rural