Soja: tempo seco afeta o Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia e parte do Tocantins

Enquanto isso, o Paraná segue com previsão de temporais na parte noroeste do estado, com acumulados de até 125 mm

O tempo seco segue trazendo preocupação para alguns produtores de soja do Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia e parte do Tocantins nestes próximos dias. Já o Paraná, Santa Catarina, boa parte do Norte e do Centro-Oeste do país seguem enfrentando chuvas regulares.

Confira abaixo a previsão do tempo completa! As informações e mapas meteorológicos são da Somar Meteorologia e do Inmet.

SUL

Paraná seguem com a previsão de receber temporais com altos acumulados na parte noroeste, entre Goioerê (125 mm) e Cafelândia (90 mm). No restante do estado chove, mas de maneira mais pontual e até manchada. No extremo nordeste paranaense o tempo fica seco. Também há instabilidades em toda Santa Catarina e no norte do Rio Grande do Sul, mas com acumulados não tão elevados.

Na sexta-feira, a região que mais temporais recebeu na semana, o noroeste do Paraná, tende a ter um dia mais seco, ou no máximo com garoas leves. As chuvas devem se concentrar todas do lado leste do estado. Em Santa Catarina ainda deve chover em todo o estado, com os maiores acumulados esperados para o extremo oeste. No Rio Grande do Sul, além das chuvas no extremo norte, há chance para uma mancha de instabilidades na parte central do estado, sem grandes acumulados.

SUDESTE

Como previsto antes, o Sudeste terá um dia bem mais seco, se comparado aos dias anteriores. Há chance de chuvas no extremo oeste paulista e garoas leves e manchadas no triângulo mineiro, e sul de São Paulo.

Na sexta-feira Minas Gerais deve seguir com tempo firme e seco, enquanto o sul paulista volta a ter instabilidades, mas com baixos acumulados e de maneira manchada.

CENTRO-OESTE

Na quinta-feira, atenção novamente à chuva volumosa sobre o oeste, centro e sul de Mato Grosso do Sul e no noroeste do Mato Grosso. Nessas áreas os temporais ocorrem ao longo do dia, e são mais fortes à tarde. Na maior parte da região faz calor, com exceção ao noroeste de Mato Grosso e no sul de Mato Grosso do Sul, devido ao tempo fechado nessas localidades. Já o tempo firme está previsto no leste de Goiás e no Distrito Federal.

A sexta-feira continua com previsão de temporais, só que agora em toda a região Centro-Oeste. As pancadas de chuva começam isoladas pela manhã em Mato Grosso e Goiás, e no extremo sul de Mato Grosso do Sul, porém é à tarde que os temporais se intensificam. Atenção novamente aos volumes de chuva elevados no sudoeste de Mato Grosso e no noroeste de Mato Grosso do Sul.

NORDESTE

Nesta quinta-feira, somente os municípios da parte de cima no noroeste da Bahia, já bem na divisa com o Piauí, devem ter chuvas. O restante da parte oeste seguem com tempo firme. O Piauí deve ter chuvas de norte a sul, mas com manchas de tempo firme espalhados entre os blocos de chuvas. Deve chover com mais intensidade no norte do estado. No Maranhão chove em todo o centro sul do estado e nordeste. Já a parte noroeste terá um dia mais seco.

Nada muda para a Bahia e somente as áreas no noroeste, divisa com o Piauí podem receber chuvas nesta sexta. No Piauí, há chance para temporais em toda a parte oeste do mapa, que afeta desde o sudoeste até o noroeste. Já a parte leste terá um dia mais seco. No Maranhão as chuvas afetam quase todo o estado, exceto no norte, que terá um dia mais seco.

NORTE

Na quinta-feira, os temporais seguem pela região Norte do País, e as chuvas ocorrem ao longo do dia, sendo mais fortes no período da tarde. Atenção aos volumes de chuva elevados em Rondônia, no leste do Acre, no Amazonas, no oeste e norte do Pará e no Amapá. Já no Tocantins, que apesar de não apresentar acumulados tão altos, têm temporais mais fortes, e com riscos até de queda de granizo, e rajadas de vento, devido à borda do Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN). Por outro lado, o tempo será firme apenas no sudeste de Tocantins.