Soja: semana começa com chuvas para todas as regiões

Segundo a meteorologia, as chuvas ainda atuam sobre boa parte do país no começo da semana, com chance para temporais e queda de granizo em algumas localidades

A previsão do tempo realizada pela Somar Meteorologia indica um começo de semana bastante chuvoso para boa parte do país. Vale ressaltar o pedido de atenção para temporais, raios e queda de granizo em algumas regiões.

SUL

Na segunda-feira, a chuva segue atuando desde o sul do Rio Grande do Sul até o norte do Paraná. São precipitações na forma de pancadas, que variam de fraca a forte intensidade e são isoladas, com riscos de raios e rajadas de vento. A intensidade mais forte da chuva fica no sul e leste gaúcho. Por fim, as temperaturas seguem baixas, sendo mais frias entre o leste de Santa Catarina e do Paraná. Mesmo com sensação ainda de frio, as temperaturas ficam um pouco mais altas com relação ao dia anterior.

Na terça-feira, as instabilidades começam a se afastar no Sul do país. O que passa a comandar o tempo desde o leste do Paraná até o nordeste gaúcho são ventos úmidos que sopram do mar contra a costa. Além disso, se forma uma intensa área de baixa pressão na costa do Sudeste. Por outro lado, tempo mais firme, apenas com variação da quantidade de nuvens na maior parte do Rio Grande do Sul, oeste catarinense e oeste, norte e sudoeste do Paraná.

SUDESTE

Na segunda-feira a chuva continua pelo Sudeste, seguindo de maneira forte e com riscos para danos, como alagamentos e deslizamentos de terra. Os maiores acumulados são esperados entre São Paulo, todo o estado do Rio de Janeiro e do Triângulo Mineiro ao sul e Zona da Mata Mineira. Em boa parte do Sudeste a chuva vem na forma de temporais e com maior intensidade a tarde. Atenção pois em toda a região Sudeste, há riscos além de chuvas fortes, rajadas de vento de mais de 50km/h, eventual queda de granizo e descargas elétricas.

Na terça-feira, um corredor de umidade da Amazônia mantém o tempo instável e tem previsão ainda de muita chuva a quase todo o Sudeste. As áreas com maior potencial de transtornos são o leste paulista, sul mineiro e zona da Mata. Além da chuva tem muitas nuvens ao longo do dia e as temperaturas não conseguem subir tanto. O tempo abre apenas no oeste paulista.

CENTRO-OESTE

Na segunda, chove no extremo sudoeste de Mato Grosso do Sul e nas demais áreas a chuva. Essa chuva ainda vem de forma de temporais, que são isoladas e acompanhadas por rajadas de vento, eventuais quedas de granizo e descargas elétricas. Os maiores acumulados são esperados ainda no nordeste de Mato Grosso do Sul, no sul de Goiás e no sudeste de Mato Grosso.

Na terça-feira o tempo firme ocorre na maior parte de Mato Grosso do Sul, por conta do afastamento de áreas de instabilidade dessa região. As precipitações persistem somente no norte do estado, em Mato Grosso e em Goiás. Estão previstos temporais nessas áreas, com volumes mais altos e riscos para alagamentos e demais danos. Em grande parte dessas localidades a chuva ocorre ao longo do dia, com maior intensidade à tarde e à noite.

NORDESTE

Na segunda-feira, o tempo seco ocorre no centro-sul do Ceará. Os temporais continuam ocorrendo desde o oeste e parte do sul baiano, no Maranhão e no norte e oeste do Piauí, com raios, rajadas de vento e até mesmo queda de granizo. Por fim, a sensação de calor é mais forte na faixa norte da região Nordeste.

Terça-feira com previsão de tempo firme na maior parte do Nordeste, desde o leste do Piauí até o o Rio Grande do Norte e o Recôncavo baiano. Por outro lado, há previsão de novos temporais do oeste do Piauí ao Maranhão e no oeste e sul da Bahia. Há riscos nessas áreas de raios e rajadas de vento e possibilidade de eventuais quedas de granizo, em pontos bem isolados. Salienta-se que nas áreas próximas de Minas Gerais, pode chover mais forte, pela influência do corredor de umidade que vem da Amazônia.

NORTE

Segunda-feira ainda com chuva em todas as áreas do Norte do país. Atenção mais uma vez para a chance de temporais isolados pela região e chuva pontualmente volumosa. No norte do Pará a chuva deve ocorrer de forma bem isolada e sem grandes acumulados. E a chuva segue constante e com possibilidade de alagamentos no norte e leste do Amapá. Nas demais áreas, as chuvas ocorrem mais pelo calor e a alta umidade.

Na terça-feira a chuva segue no decorrer do dia, com sua maior intensidade à tarde. As precipitações vêm na forma de temporais, com riscos de raios e rajadas de vento. Os maiores acumulados de chuva ocorrem no norte do Pará e do centro ao norte do Amazonas. Atenção que em Palmas e alguns pontos do Pará, as pancadas de chuva são mais fortes, com potencial até mesmo para eventuais quedas de granizo.

Por Canal Rural

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *