Soja: sem negócios em Chicago, vendas travam no Brasil

Nem mesmo a alta do dólar motivou nas negociações no mercado de soja brasileiro, que agora aguarda dados do USDA sobre plantio

O feriado nos Estados Unidos afastou os compradores do mercado e paralisou a comercialização de soja nesta segunda, 5, no Brasil. Os preços praticamente não se alteraram, em dia sem liquidez e sem negócios. O dólar subiu pela quinta vez seguida, mas sem impactar no mercado.

  • Em Passo Fundo (RS), a saca de soja com 60 quilos baixou de R$ 159,50 para R$ 159. Na região das Missões, a cotação recuou de R$ 158,50 para R$ 158. No porto de Rio Grande, o preço caiu de R$ 164,50 para R$ 164.

    Em Cascavel, no Paraná, o preço baixou de R$ 159,50 para R$ 159 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca passou de R$ 165 para R$ 164,50.

    Em Rondonópolis (MT), a saca seguiu em R$ 153,50. Em Dourados (MS), a cotação permaneceu em R$ 149. Em Rio Verde (GO), a saca estabilizou em R$ 155.

    Sem Chicago, mercado de soja acompanha dados do USDA

    Não houve sessão nesta segunda em Chicago, devido ao feriado nos Estados Unidos, Dia da Independência. O mercado reabre nesta terça, 6, com as atenções voltadas ao clima no Meio Oeste e ainda assimilando o relatório de área plantada do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), divulgados na semana passada e que impulsionou as cotações.

    Ainda nesta terça, as atenções se voltam em dois relatórios do USDA: inspeção para as exportações de grãos dos EUA, às 12hs, e evolução das lavouras americanas, às 17hs.

    Dólar

    O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 0,65%, sendo negociado a R$ 5,0870 para venda e a R$ 5,0850 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,0460 e a máxima de R$ 5,0940.

    Por Agência Safras

    Fonte : Canal Rural

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *