SOJA – PROJEÇÕES – USDA eleva estoques de soja nos EUA e mantém projeções para milho e trigo

Estimativas pra Brasil e Argentina não foram alteradas pelo órgão do governo americano. Estoques mundiais foram reduzidos

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Competição premia soja com maior produtividade do Distrito Federal
RS prevê colheita recorde de soja e redução de área de milho
USDA reduz estoques finais da soja 16/17
O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) elevou sua estimativa para os estoques domésticos de soja e manteve as projeções para as reservas de milho e trigo. Em seu relatório mensal de oferta e demanda, divulgado nesta quarta-feira, dia 9, o USDA disse que os estoques de soja devem somar 460 milhões de bushels (12,52 milhões de toneladas) ao fim da temporada atual, em 31 de agosto. Em fevereiro, essas reservas tinham sido estimadas em 450 milhões de bushels (12,25 milhões de t). Analistas consultados pelo The Wall Street Journal, dos Estados Unidos, projetavam um número menor, de 457 milhões de bushels (12,44 milhões de toneladas).

A previsão do USDA para os estoques finais de milho foi mantida em 1,837 bilhão de bushels (46,66 milhões de t). Analistas esperavam um aumento, para 1,86 bilhão de bushels (47,24 milhões de toneladas). Já as reservas de trigo ao fim da temporada, em 31 de maio, foram projetadas em 966 milhões de bushels (26,29 milhões de t), mesmo volume previsto no mês passado. A expectativa do mercado era de um aumento para 975 milhões de bushels (26,54 milhões de t).

Brasil e Argentina

O USDA também manteve inalteradas suas estimativas de produção de soja e milho no Brasil e na Argentina, contrariando expectativas. A projeção para a safra de soja do Brasil foi mantida em 100 milhões de toneladas, enquanto analistas esperavam um pequeno aumento, para 100,2 milhões de toneladas. Já a estimativa para a produção de milho no país ficou em 84 milhões de toneladas, ante previsão de analistas de 84,4 milhões de toneladas.

Quanto à Argentina, o USDA manteve sua projeção para a safra de soja em 58,5 milhões de toneladas. Analistas esperavam um volume maior, de 59 milhões de toneladas. A estimativa para a safra de milho foi mantida em 27 milhões de toneladas, em comparação à estimativa de analistas de 27,2 milhões de toneladas.

Estoques mundiais

As projeções do USDA para estoques mundiais de soja e milho foram reduzidas, para 78,9 milhões e 207 milhões de toneladas, respectivamente. No mês passado, essas reservas foram estimadas em 80,4 milhões e 208,8 milhões de toneladas. Os analistas consultados pelo The Wall Street Journal esperavam números maiores, de 81 milhões e 209,2 milhões de toneladas.

Já os estoques mundiais de trigo foram reduzidos para 237,6 milhões de toneladas, de 238,9 milhões em fevereiro. Analistas esperavam um corte menor, para 238,1 milhões de toneladas.

Paraná Cooperativo/divulgação

Fonte: Canal Rural

Compartilhe!