SOJA – Menor demanda externa pressiona preços da soja, diz Cepea

Em mercado com ritmo lento, compradores internos também compram menos, esperando cotações mais baixas com a entrada da safra nova

Plantio de soja no Paraná (Foto: Ernesto de Souza/Ed.Globo)Plantio de soja no Paraná. Expectativa de safra nova em torno de 120 milhões de toneladas está levando compradores a adiar negócios, à espera de preços mais baixos (Foto: Ernesto de Souza/Ed.Globo)

Pressionados pela menor demanda e pela redução dos prêmio pagos nos terminais portuários, o preço da soja acumula baixa neste mês. É o que apontam os indicadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). A referência baseada no Porto de Paranaguá (PR) tem desvalorização de 2,51%. Na sexta-feira (14/12), fechou a R$ 80,70 a saca.

Em meio a um mercado em ritmo lento de negociações, situação semelhante é verificada no indicador com base na média dos negócios no Estado do Paraná. A desvalorização é de 2,98% em dezembro até a última sexta-feira (14/12), quando a cotação fechou a R$ 75,52 a saca de 60 quilos. Segundo os pesquisadores, vendedores que ainda tem soja para vender indicam preferência pelo mercado interno. No entanto, têm encontrado resistência também dos compradores, que dizem esperar a virada do ano para novas aquisições, quando a entrada da safra nova do Brasil devem pressionar mais os preços.

“A queda dos prêmios de exportação e o baixo interesse de compradores internacionais têm pressionado os valores domésticos. Vendedores que têm soja para comercializar no spot indicam preferência por vender dentro do Brasil. Compradores domésticos, por outro lado, se mostram abastecidos”, diz o Cepea, em nota divulgada, nesta segunda-feira (17/12).

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima que a produção de soja na safra 2018/2019 deve ficar em 118,01 milhões e 120,06 milhões de toneladas. Na melhor das hipóteses, seria um crescimento de 0,7% em relação à temporada 2017/2018, estimada em 119,28 milhões de toneladas.

POR REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte :GLOBO RURAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.