SOJA – GRÃOS – RS prevê colheita recorde de soja e redução de área de milho

Previsão da Emater para o estado mostrou ampliação da área cultivada com a leguminosa e queda de quase 13% no plantio do cereal

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Chuvas dificultam colheita de milho
Avanço da colheita e desvalorização do dólar pressionam cotação da soja
Competição premia soja com maior produtividade do Distrito Federal
A Emater-RS elevou nesta terça-feira, dia 8, a sua previsão de produção de soja do Rio Grande do Sul para 16,07 milhões de toneladas na safra 2015/2016, ante os 15,2 milhões de toneladas da projeção inicial, divulgada no fim de agosto. Os novos números foram apresentados nesta terça-feira pelo presidente da Emater-RS, Clair Tomé Kuhn, na feira Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque. Segundo a entidade, a colheita de soja foi beneficiada pelo aumento da área e produtividade.

A Emater elevou a sua estimativa de plantio de 5,42 milhões de hectares para 5,47 milhões de hectares, enquanto a previsão de rendimento foi aumentada de 2.800 quilos por hectare para 2.938 quilos por hectare.

Milho

Agricultores do Rio Grande do Sul devem colher 751.900 hectares de milho na safra 2015/2016, estimou a Emater-RS. A previsão de agosto apontava uma área maior, de 779.579 hectares. A queda de 12,9% ante a área colhida em 2015, de 863.608 hectares, foi a maior entre os produtos analisados – soja, milho, arroz, e feijão primeira safra.

De acordo com a entidade, o milho vem perdendo área para a soja no estado. Ainda assim, a produtividade foi revisada para cima, de 5.650 quilos por hectare para 6.302 quilos por hectare, por isso a produção do cereal, estimada agora em 4,73 milhões de toneladas, deve superar os 4,4 milhões de toneladas esperadas inicialmente.

Kuhn assinalou, segundo nota divulgada pela Emater, que "o Rio Grande do Sul e a Emater trabalham para aumentar a produção de milho". O secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo do estado, Tarcisio Minetto, disse que o governo tenta criar um ambiente que incentive produtores rurais a semear o cereal.

O Rio Grande do Sul tem granjas de frangos e suínos e utiliza o milho como matéria-prima para ração. "Não temos uma receita, mas queremos ouvir as entidades", afirmou Minetto, no comunicado. Na quinta-feira, dia 10, o secretário vai se encontrar com representantes do setor para discutir o assunto.

Arroz

A produção de arroz do Rio Grande do Sul foi estimada em 7,93 milhões de toneladas. Em agosto, a Emater-RS previa 8,29 milhões de toneladas. A redução foi reflexo do ajuste para baixo da área, de 1,1 milhão de hectares para 1,06 milhão de hectares, e do rendimento, de 7.520 quilos por hectare para 7.454 quilos por hectare.

A Emater estimou que o estado deve colher 28,8 milhões de toneladas de grãos em 2015/2016, considerando soja, milho, arroz, além da primeira safra de feijão, estimada em 65.082 toneladas. Para a economia gaúcha, a produção dessas culturas representa faturamento bruto de R$ 28,9 bilhões, sendo que, deste total, a soja perfaz R$ 19,3 bilhões.

Durante a divulgação dos números de safra, Kuhn anunciou também dados preliminares sobre o projeto Lavoura de Resultado, desenvolvido desde outubro do ano passado em 52 lavouras de soja do Rio Grande do Sul para melhorar a tecnologia de aplicação de defensivos.

Em quatro dessas lavouras, localizadas na região administrativa da Emater-RS de Ijuí, no noroeste do estado, foi verificada redução de 52% no uso de inseticidas pelos produtores e de 23,6% na aplicação de fungicidas.

Fonte:Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *