Sinal verde nos EUA para a Bayer comprar a Monsanto

O Departamento de Justiça americano decidiu permitir a aquisição da Monsanto pela Bayer após ambas terem se comprometido a vender mais ativos para garantir a aprovação, segundo fontes próximas do processo.

O acordo preliminar foi negociado entre as empresas e o departamento nos últimos dias e marcou um grande passo no processo de avaliação do negócio, que estava estagnado por causa de receios das autoridades americana.

As fontes disseram que o CEO da Bayer, Werner Baumann, e o CEO da Monsanto, Hugh Grant, reuniram-se recentemente com responsáveis do Departamento de Justiça em Washington para acertar um acordo.

A notícia fez as ações da Monsanto subirem para o maior nível em quase quatro anos. Os papéis da empresa fecharam ontem em alta de 6,19%, a US$ 125,15, reduzindo a diferença entre o preço de fechamento de compra pela Bayer, de US$ 128 por ação. Não está claro quando o acordo será finalizado.

Parte do acordo prevê que a Bayer vá vender mais ativos da área de sementes e tratamento de sementes e fará concessões relacionados ao seu negócio de agricultura digital, disseram pessoas a par do assunto. A Basf também irá adquirir esses ativos, afirmaram.

A transação de US$ 62,5 bilhões, anunciada em 2016, foi aprovada no mês passado pela União Europeia e, com condições, pela China. No início do ano, a Bayer anunciou que venderia mais ativos para garantir a aprovação da autoridades antitruste.

Autoridades americanas, porém, ainda nutriam preocupações. Após a permissão dada pela UE, o Departamento de Justiça disse que o acordo poderia ter efeitos diferentes entre os produtores e consumidores americanos, citando mercado de sementes modificadas, amplamente usadas nos EUA, mas pouco utilizadas na Europa.

Por Dow Jones Newswires

Fonte : Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *