Simpósio da Soja alerta para danos causados por lagartas

Pragas podem consumir folhagens ou danificar vagens e grãos

Fabiano Bastos

Foto: Fabiano Bastos / Embrapa

Helicoverpa armigera afeta principalmente estruturas reprodutivas das plantas

O pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste, Crébio José Ávila, alerta para o problema das lagartas na cultura da soja. Elas podem consumir a folhagem ou danificar as vagens e os grãos. O tipo de dano e a sua intensidade dependem da espécie considerada. A falsa-medideira causa desfolha, enquanto que a Helicoverpa armigera afeta principalmente as partes reprodutivas das plantas, como vagens e grãos. Entre os prejuízos há grande perda de produtividade.

– As medidas de controle devem seguir o enfoque do manejo integrado de pragas, utilizando táticas biológicas, culturais e o controle químico. O manejo de lagartas começa na dessecação da cultura e persiste até a fase reprodutiva da cultura – explica Ávila.

Se não forem tomadas medidas de controle contra essas lagartas, o pesquisador explica que as perdas de produtividade serão inevitáveis

– O monitoramento e o controle desse grupo de pragas são de extrema importância – enfatiza o pesquisador.

Crébio Ávila é um dos palestrantes do 11° Simpósio da Soja na Câmara Municipal de Naviraí (MS) e vai falar sobre o manejo de lagartas de difícil controle na soja, O evento será realizado no dia 4 de setembro e é promovido pela Cooperativa Agrícola Sul Matogrossense (Copasul). Serão abordados temas como manejo do solo, análise de previsões climáticas e tendências para a safra 2013/2014. O objetivo do evento é realizar palestras técnicas, de mercado e clima para produtores, técnicos e estudantes, proporcionando assim o desenvolvimento técnico da região.
A inscrição é gratuita e pode ser feita no site da Copasul.

COPASUL

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *