Setor tritícola pede definições

Fonte: Correio do Povo

Cooperativas e indústrias do trigo pediram, ontem, ao ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, que o governo federal defina instrumentos de comercialização para safra até o início da colheita gaúcha, em outubro. O presidente da Fecoagro, Rui Polidoro Pinto, calcula necessidade de, pelo menos, R$ 400 milhões para mecanismos diversos. Para ele, a prioridade são leilões de PEP, ferramenta que garantiu escoamento de 1,06 milhão de toneladas de trigo na safra passada.
Já as indústrias sugeriram instrumentos como Prop. Desta forma, o governo protegeria o preço mínimo ao produtor sem interferir no livre mercado, explicou o vice-presidente do Sinditrigo, Cláudio Furlan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *