Setor florestal atinge US$ 9,7 bilhões em exportações (POSITIVO)

O Boletim Cenários Ibá, produzido pela Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), apontou que, no ano de 2019, os produtos da indústria de base florestal chegaram a US$ 9,7 bilhões em comercializações com outros países. Celulose totalizou US$ 7,5 bilhões, enquanto papel somou US$ 2,0 bilhões e painéis de madeira US$ 265 milhões.

O saldo da balança comercial do setor atingiu US$ 8,7 bilhões (-10,2%). A representatividade da balança do setor permaneceu estável, somando 4,3% do total das exportações brasileiras e 10,0% das exportações do agronegócio.

Em 2019, a China seguiu como principal mercado da celulose brasileira, adquirindo US$ 3,2 bilhões do produto. A América Latina, por sua vez, é o destino com maior negociação para painéis de madeira (US$ 164 milhões) e papel (US$ 1,2 bilhão).

"O ano de 2019 foi um período de ajuste para a indústria de base florestal. Mesmo frente ao desafio setorial e de instabilidade econômica do país, o setor manteve sua representatividade nas exportações nacionais. Em 2019 identificamos crescimento na produção de papel embalagem e papelcartão, demonstrando que o material tem sido demandado e tem se mostrado uma alternativa frente a embalagens de origem fóssil.  E mais, nesta revolução verde pela qual estamos passando, as árvores cultivadas são a solução com seus novos produtos e novos usos da madeira como celulose solúvel, nanocelulose, fios têxteis, biocombustíveis, entre outros. Prova de que o setor trabalha de olho no futuro são investimentos previstos e em andamento na ordem de R$ 32,9 bilhões. No período de crise, entre 2014 e 2017, este número esteve na casa dos R$ 20 bilhões. Isto demonstra a visão de longo prazo, sustentável e de quem vem trabalhando em favor da sociedade", analisou Paulo Hartung, presidente da Ibá.

Produção – A produção de papel chegou a 10,5 milhões de toneladas (+1,0%) no ano. Destacaram-se o papel para fins sanitários (6,2%), papelcartão (2,8%) e papel para embalagem (2,4%). Já a produção de celulose somou 19,7 milhões de toneladas (- 6,6%).

Vendas Domésticas – As vendas de painéis de madeira no Brasil, em 2019, somaram 6,7 milhões de m3 (-3,0%). Já o volume de vendas domésticas de papel foi de 5,5 milhões de toneladas.

Exportações em volume – As exportações de papel apresentaram avanço de 7,2%, com total de 2,2 milhões de toneladas comercializadas. A celulose se manteve estável e chegou a 14,7 milhões de toneladas negociadas com outros países durante o período. Painéis de madeira totalizaram 1,0 milhão de m3 exportados.

Fonte: Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *