SEMENTEIROS SUGEREM RESTRIÇÕES

Frente ao baixo uso de sementes de soja certificadas no RS, apenas 80 mil de um total de 220 mil toneladas, os sementeiros sugerem mudanças na Lei de Cultivares. Uma delas diz respeito à limitação na multiplicação de sementes em sucessivas safras por tamanho de propriedade. Na visão do diretor da Associação de Produtores de Sementes do RS (Apassul), Antonio Eduardo Loureiro da Silva, apenas os pequenos produtores deveriam ter a possibilidade de guardar sementes de um ano para outro. O presidente da Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem), Narciso Barison Neto, não usa meias palavras para defender o pagamento de royalties para as detentoras de patentes. Diz que a cobrança é importante porque oxigena a empresa que investe. Para Barison, o setor está numa espécie de limbo: a soja RR1 não é mais cobrada, e a RR2 ainda não chegou ao mercado.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *