SEMANA DE AGRONOMIA – Rui Prado destaca oportunidades do agronegócio

Da Assessoria

O futuro já chegou. Este foi o alerta feito pelo presidente do Sistema Famato/Senar, Rui Prado, a cerca de 200 alunos do curso de Agronomia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) que participam da XXII Semana de Agronomia, iniciada nesta terça-feira (06/10) na instituição. Com foco na importância da inovação e da tecnologia para o agronegócio, ele fez a palestra de abertura do evento garantindo aos estudantes que, para quem se qualificar, há mercado de trabalho garantido em Mato Grosso.

"Assim como foi dito aqui, eu também já escutei que agronomia é a profissão do futuro, mas eu tenho uma novidade pra vocês, o futuro chegou. O que nós estamos precisando de gente com capacidade intelectual para pensar nas nossas atividades e fazer com que as coisas aconteçam é fantástico! Tem vaga de trabalho, e vou dizer sem sobra de dúvidas, pra todo mundo aqui".

Além de demonstrar as potencialidades do setor agropecuário de Mato Grosso, com toda a atual produção e as perspectivas para os próximos sete anos, Prado apresentou os desafios que atividade precisa atingir em busca de mais eficiência, do aumento de produtividade e da segurança alimentar.

Na palestra, também traçou o perfil do engenheiro agrônomo que é esperado pelo mercado de trabalho. "Aqui está, então, o perfil no novo agrônomo. Quem se enquadrar nesse perfil é sucesso na certa e vai contribuir muito com a nossa sociedade: tem que ter poder analítico, tem que entender de geo-estatística, tem que saber atuar em rede, tem que ter pró-atividade, foco, atualização constante e visão holística", pontuou.

O presidente também reforçou a necessidade de estar à frente da revolução tecnológica que a agropecuária vivencia no mundo. "Nós precisamos nos apropriar do conhecimento. Essas tecnologias existem, mas precisamos ser atores delas e, para isso, precisamos de vocês, da universidade, dos empresários, para sermos donos dessa tecnologia".

O professor do curso de Agronomia e um dos organizadores do evento, Pedro Valente, lembrou ser fundamental ao profissional e aos estudantes da área estarem envolvidos, engajados com as entidades de classe. "É importante para que vocês possam estar atualizados com o que esta acontecendo de fato no setor, no país. Nós pertencemos a um sistema que tem uma legislação muito antiga e somos atacados a todo momento de forma errônea. Por isso, é importante estarem bem atualizados para que possam filtrar as informações".

O diretor da Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia da UFMT, Aloisio Bianchini, destacou a relevância do evento para formação educacional. "Esse evento congrega vocês aqui para estarem entrando em contato com conteúdos atuais por meio dos palestrantes que estão vivenciando o dia-a-dia, e isso é importante porque já vai dando o direcionamento para aquilo que vocês gostam."

Após a palestra, o presidente do Sistema Famato/Senar ainda respondeu os questionamentos dos participantes, mas também provocou os estudantes para pensarem as várias vertentes para as quais a atividade pode ser expandida. "A maioria dos alunos aqui é da Baixada Cuiabana, região que também precisa ser vista com o potencial agropecuário e são vocês que têm que começar isso, pensar isso e transformar essa região", sugeriu.

A Semana de Agronomia se encerra na próxima sexta-feira e será sucedida pelo encontro dos egressos do curso que completa 40 anos este ano. No sábado, será realizado um fórum no Teatro da UFMT e, no domingo, o baile de confraternização.

Da Assessoria

Fonte: Sistema Fomato