Seguro da Agricultura Familiar foi pago a mais de 28 mil agricultores neste ano

Mais de R$ 190 milhões foram pagos a produtores afetados pela seca

Marielise Ferreira

Foto: Marielise Ferreira / Agencia RBS

MDA prevê que número de comunicações de perdas de safra chegará a 100 mil em 2012

Mais de 28 mil agricultores receberam o Seguro da Agricultura Familiar (Seaf), por perdas de lavouras em consequência de seca, de excesso de chuva e de outras situações climáticas este ano. Foram pagos R$ 192 milhões, maior parte no Rio Grande do Sul, Paraná e em Santa Catarina, os Estados mais afetados pela seca. Os Estados de Goiás, Alagoas, do Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e Rio de Janeiro também registraram perdas agrícolas.

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) prevê que deverá chegar este ano a 100 mil o número de comunicações de perdas de safras, que representarão o pagamento de mais de R$ 650 milhões em cobertura. O seguro é opcional para o caso de operações de investimento. O Seaf cobre até 100% do valor de operações de custeio e entre 30% a 65% da Receita Líquida Esperada do Empreendimento, limitada a R$ 3,5 mil para culturas desenvolvidas dentro do zoneamento agrícola do Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf).

O secretário da Agricultura Familiar, Laudemir Muller, chama a atenção para a importância dos pequenos agricultores, que respondem por maior parte da produção de alimentos no país, fazerem, o seguro para suas lavouras.

– Eles ficarão menos expostos a riscos e terão garantia de fortalecimento dos seus negócios – afirma.

A constatação de perdas é feita nas propriedades de forma individualizada, mediante vistoria para apuração do montante e das causas dos danos. Os agricultores devem fazer a correta manipulação de insumos e da manutenção da sua lavoura, para contar com a cobertura do seguro e guardar comprovantes de compra de insumos, que deverão ser apresentados para receber o prêmio.

Fonte: Ruralbr | AGÊNCIA BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *