Secretaria da Agricultura tem primeiro caso de coronavírus

Confirmação de diagnóstico de servidor por meio de teste rápido levou ao fechamento de unidade no interior do Estado

Facebook / Reprodução
Facebook / Reprodução

A confirmação de um caso de covid-19 em servidor do quadro da Secretaria da Agricultura do Estado levou ao fechamento temporário da inspetoria veterinária de São Sepé, na Região Central. O resultado positivo veio na última sexta-feira (29), após a realização de teste  rápido.  Um comunicado emitido pela Inspetoria Regional de Santa Maria informa que a unidade ficará fechada e que a partir desta terça-feira (2), um ponto de atendimento presencial será instalado no Sindicato dos Trabalhadores  Rurais do município.

Segundo o secretário de Agricultura, Covatti Filho, a unidade passará por desinfecção. Também são aguardados os resultados do segundo exame da pessoa com diagnóstico positivo e de testes nos outros funcionários que atuam no local — no total, são cinco. Desde 10 de maio, as unidades da pasta voltaram a funcionar  em regime de atendimento normal. Até então, o trabalho vinha sendo feito com horário reduzido também em sistema de home office e revezamento nas atividades presenciais. O Estado tinha 246 inspetorias de defesa agropecuária, mas depois de reestruturação recente, ficará com 153. O Departamento de Defesa Agropecuária (DDA) soma 959 servidores no Interior.

Entre os que atuam nessa área estão os ficais agropecuários, cuja atividade é considerada essencial. Entre outras funções, eles fazem a inspeção e a fiscalização de produtos de origem animal e vegetal.

Ao anunciar a doação de 600 máscaras, a Associação dos Fiscais Agropecuários do Estado (Afagro) pontuou que a fiscalização tem sofrido com a falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) e escassez de materiais como álcool gel nas inspetorias.

— Recebemos relatos de pouca quantidade de álcool gel e também demora para chegada das máscaras no Interior. Além de falta de gente e material de limpeza nas unidades do Interior — afirma Beatriz Scalzilli, vice-presidente da Afagro.

Nesta segunda-feira (1), a Secretaria respondeu a questionamento feito ao Ministério Público do Trabalho sobre os recursos disponibilizados. No documento, cita, entre aquisições e doações, 3,2 mil máscaras de tecido, 121,35 mil pares de luvas, 1,25 mil litros de álcool gel e mil máscaras do tipo face shield.  O secretário Covatti Filho diz que não houve falha da pasta no que diz respeito aos equipamentos necessários:

— O que nos cabe agora é ter todo cuidado para trazer cuidado com servidor e com o produtor.

Ele acrescenta que um convênio deve ser firmado para a realização de testes em todos os servidores da pasta.

Fonte: Zero Hora

Compartilhe!

Nenhum comentário

Envie seus comentários sobre o assunto acima.!

» Envie seu comentário sobre o assunto acima




Veja Também: