Seca faz RS cair para quinto maior Estado exportador do País

Perdendo uma posição, exportações do estado recuaram US$ 761,4 milhões (-6,9%) em relação a 2011

por Agência Estado

Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Estiagem quebrou cerca de 50% da safra de verão de soja no Rio Grande do Sul, afetando negativamente nas exportações do estado

A seca que atingiu o Rio Grande do Sul na safra de verão e ocasionou a quebra de cerca de 50% da produção de soja está afetando as exportações do Estado no ano, de acordo com os dados de janeiro a julho. Tradicional quarto exportador do Brasil, atrás de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, o Estado ocupa agora o quinto lugar, atrás também do Paraná. No acumulado do ano, o Rio Grande do Sul exportou US$ 10,3 bilhões, um recuo de US$ 761,4 milhões (6,9%) em relação aos sete primeiros meses de 2011. Os dados são da Fundação de Economia e Estatística do Estado.
No acumulado do ano, as exportações da agricultura caíram 12,4% em valor e 8% em volume, alcançando US$ 2,048 bilhões, ante US$ 2,3 bilhões no mesmo período de 2011. A participação da agricultura é de cerca de 20% nas vendas externas do Estado.
No caso da indústria, a queda foi de US$ 521,4 milhões, para US$ 8,06 bilhões. Além do impacto da quebra de safra, que prejudicou a produção de derivados de soja, o recuo nos abates (ainda reflexo dos embargos à entrada da carne suína na Rússia e Argentina) também levou ao desempenho inferior.
Embargos

Com o embargo da Argentina à entrada da produção brasileira, especialmente de carros, caminhões, carnes e derivados de petróleo, o País caiu para terceiro maior mercado do Rio Grande do Sul, atrás da China e dos Estados Unidos, com US$ 863 milhões negociados no acumulado do ano, queda de US$ 218 milhões. Já os Estados Unidos têm avançado na compra de fumo e armas, registrando US$ 85,9 milhões em compras no ano.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *