Seca faz Nordeste pedir continuidade de programa de subvenção à cana

Produtores pedem ajuda para enfrentar a estiagem que atinge a região há meses

por Estadão Conteúdo

Robispierre Giuliani

Os produtores pedem ajuda para enfrentar a forte seca que atinge a região há meses (Foto: Robispierre Giuliani/Ed. Globo)

A União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida)entregou nesta quarta-feira (27/2) ao ministro da Agricultura,Mendes Ribeiro Filho, uma proposta de continuidade, em caráter emergencial, do Programa de Subvenção da Atividade Canavieira no Nordeste, o qual é voltado a pequenos e médios produtores de cana-de-açúcar. O documento também foi endereçado ao secretário de Produção e Agroenergia (Spae) do ministério, Gerardo Fontelles.
Por meio de emenda, a atual subvenção é de R$ 10 por tonelada e limitada a até 10 mil toneladas por produtor independente. Nos últimos três anos, foram concedidos R$ 5 por tonelada de cana. Produtores pedem essa ajuda para enfrentar a forte seca que atinge a região há meses e que, segundo eles, provocou perdas de 30% a 60% da produção local de cana.
De acordo com o ministério, a renovação da subvenção com os novos níveis beneficiará 92% da produção nordestina, composta por pequenos e médios produtores e que representa 90 mil postos de trabalho. O Nordeste tem 327 mil hectares de área plantada com cana, para uma produtividade média de 55 toneladas por hectare, o correspondente a 18 milhões de toneladas do produto.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *