Satélite vai transmitir imagens de propriedade rural irregular

Serviço será adotado pelos ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura para regularizar a situação dos imóveis em área de preservação ambiental.

Os ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento assinaram hoje (11/03), na capital paulista, acordo de cooperação técnica para regularização ambiental de imóveis rurais, por meio do Cadastro Ambiental Rural (CAR). Esse trabalho será realizado por meio de um serviço de satélite, que captará imagens de todas as propriedades do campo rurais para conferir a situação de cada uma delas.

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, explicou que existem cadastradas no Instituto Brasileiro de Colonização e Reforma Agrária (Incra) 5,4 milhões de propriedades em todo País.

O sistema de satélite começa a operar neste ano fotografando todas as propriedades e a ideia é montar uma base de dados que servirá para fazer a regularização ambiental.

“As imagens são base do cadastro. As propriedades serão marcadas e identificadas e o próprio sistema diz se ali há uma área de preservação permanente (APP) e outros dados”.

A ministra disse que, identificadas áreas onde é necessário recuperar as APPs, será definida uma estratégia de recuperação ambiental junto com o órgão competente do estado e de acordo com o bioma local.

O sistema de satélite está sendo liberado pelo Ibama para que os estados comecem a usá-lo assim que decidirem. A orientação do ministério é a de não tirar ninguém do campo, mas recuperar as áreas com total transparência, informam os ministros.

*Com informações da Agência Brasil

Fonte: UOL / COMPUTERWORLD